Cia Comedores de Abacaxi estreiam temporada “Restos Cavam Janelas” em Fortaleza e interior

De 17 de maio a 6 de junho próximos, a Cia de Teatro Comedores de Abacaxi estreia o espetáculo “Restos Cavam Janelas”, chegando em Russas, Itapipoca, Maracanaú e Fortaleza no total de seis apresentações. Um dos objetivos do projeto é contribuir para o fortalecimento de outros espaços culturais que se encontram fora eixo central de espaços formalizados. As apresentações são gratuitas.

“Restos Cavam Janelas” é o mais recente espetáculo do repertório da companhia Comedores de Abacaxi e seu processo criativo se deu em torno da pesquisa em torno de um corpo em demolição – um percurso poético a partir do Edifício São Pedro, no Centro de Fortaleza, desenvolvido dentro do Laboratório de Pesquisa Teatral da Escola Porto Iracema das Artes sob a tutoria do multiartista e diretor argentino Emilio García Wehbi.

Num processo de trabalho vivido cotidianamente durante oito meses, o grupo esteve em reflexão sobre o fazer teatral e a criação de sua própria poética, chegando a uma investigação sobre a arte na contemporaneidade, provocando um debate de fissura sobre linguagens e a cidade de Fortaleza.   

O projeto prevê seis apresentações do espetáculo Restos Cavam Janelas em seis espaços-sede de grupos parceiros dos municípios de Fortaleza, Itapipoca, Russas e Maracanaú. Em cada apresentação será possível dar continuidade a pesquisa do espetáculo sobre os estados éticos, estéticos e políticos de demolição contemporâneos. (Ver serviço)

As apresentações são também uma forma de intercâmbio artístico com cada grupo, aproveitando também este momento para estabelecer diálogos sobre o movimento, manutenção e sustentabilidade dos espaços-sede de grupos de teatro no Ceará.

Também será realizado um seminário aberto para a cidade com o tema Teatro: Resistências em tempos de demolição. “Ao dialogar com os grupos que mantém seus espaços de forma autônoma e por meio de parcerias, levantaremos um panorama de como esses espaços têm se desenvolvido e se movimentado. E assim, realizar uma culminância para apresentação e troca entre grupos e públicos em geral, do material levantado no decorrer do projeto, buscando reconhecer a resistência e a importância cultural de cada grupo”, explica a diretora Jéssica Teixeira.

Seminário

No dia 10 de junho, a Cia Comedores de Abacaxi realiza o Seminário “Teatro: Resistências em tempos de demolição”, na sede da companhia, na Avenida da Universidade, 2055, Benfica, às 19h. A ideia é contribuir para o fortalecimento de outros espaços culturais que se encontram fora eixo central de espaços formalizados. Ao dialogar com os grupos que mantém suas sedes de forma autônoma e por meio de parcerias, levantaremos um panorama de como esses espaços têm se desenvolvido e se movimentado. E assim, realizar uma culminância para apresentação e troca entre grupos e públicos em geral, do material levantado no decorrer do projeto. Buscando reconhecer a resistência e a importância cultural de cada grupo na gestão de seus espaços.

Emilio García Wehbi

Emílio Garcia nasceu em Buenos Aires em 1964; é um artista multidisciplinar, autodidata, que trabalha com linguagens cênicas. Desde 1989 – quando funda El Periférico dos Objetos – grupo paradigmática de teatro argentino independente.

Até o momento tem se destacado como diretor de teatro, performer, ator, artista visual e professor. Seus espetáculos, óperas, instalações e intervenções têm sido apresentadas nos principais palcos do Brasil, Chile, Argentina, México, Estados Unidos, Canadá, França, Bélgica, Alemanha, Itália e Japão. 

Comedores de Abacaxi S/A

Comedores de Abacaxi S/A é formada por cinco artistas oriundos da primeira turma de teatro da Universidade Federal do Ceará (UFC) de 2010. Com uma trajetória de três anos, na montagem de seu quarto espetáculo, os Comedores de Abacaxi S/A se reuniram em 2014 impulsionados pela obra Calígula, de Albert Camus.

A pesquisa trouxe à tona questões existenciais presentes no texto, mas com uma perspectiva de dramaturgia desenvolvida dentro do coletivo.

Em 2014, com um primeiro encontro para a leitura do texto Calígula de Albert Camus e a partir dessas leituras, surgiu o desejo de pesquisar e aprofundar o olhar sobre o existencialismo proposto na obra e trazê-la à cena.  O grupo tem interesse em trabalhar com o cruzamento de linguagens, tais como, teatro e audiovisual, dança, literatura. “Essas linguagens sempre se cruzam em nossas propostas artísticas”, completa Aristides.

Atuam juntos desde então e tem no curriculum os espetáculos

Calígulas 2015

Entra na Roda – infanto-juvenil 2015

Restos Cavam Janelas 2017

Em fase de produção A Galinha do Papo de Pérolas- infanto-juvenil com estreia marcada para outubro.

Serviço:

Espetáculo “Restos Cavam Janelas” – Cia de Teatro Comedores de Abacaxi

17/05- Galpão da Vila (Fortaleza) – Rua Joaquim Magalhães, Vila Demétrius 156, Benfica,  Fortaleza

18/05 – Galpão das Artes (Russas) – Avenida Coronel Araújo Lima, 350 – Centro, Russas – CE

23/05 – Espaço Pirarucu (Fortaleza) – Rua Floriano Peixoto, 1437, Benfica – Fortaleza

24/05 – Espaço Pirarucu (Fortaleza) – Rua Floriano Peixoto, 1437, Benfica – Fortaleza

25/05 – Sede do Grupo Garajal (Maracanaú) – Rua 18, nº 119, Jereissati I, Maracanaú

07/06 – Galpão da Cena (Itapipoca) – Rua Raimundo Lopes de Sousa N° 331, Bairro Coqueiro, Itapipoca CE

Horário: 20h

Gratuito

Ficha técnica:

Interlocução artística Emílio Garcia Wehbi, Orientação dramatúrgica Thereza Rocha, Direção Geral Jéssica Teixeira

Assistência de Direção Bruna Pessoa, Elenco Aristides de Oliveira, Bruna Pessoa, Débora Ingrid e Wescly Psique

Textos Aristides de Oliveira, Juliana Siebra, Ítalo Calvino (fragmento) Figurino Rodrigo Ferrera, Iluminação

Jéssica Teixeira, Produção Débora Ingrid, Israel Diogo Realização: Comedores de Abacaxi S/A

Assessoria de Imprensa

Joanice Sampaio

85 –  98631 2139 / 99721 0234

joanicesampaio@gmail.com

Aécio Santiago  
85 – 98723.1539

aeciofsantiago@gmail.com