Conexões Sonoras, projeto que marca a parceria entre Theatro José de Alencar e Apá Silvino, retorna no dia 08 de junho, com apresentação de novos cantores da cena cultural de Fortaleza

Para marcar o início da temporada 2018 do Projeto Conexões Sonoras, o Centro Cultural Canto da Apá apresenta uma viagem pela música brasileira, em três partes.  Para celebrar esse primeiro momento em grande estilo, com um setlist que perpassa de Chiquinha Gonzaga a Noel Rosa, a cantora e idealizadora do projeto, Apá Silvino, reúne seus cantores para um encontro no Palco Principal do Theatro José de Alencar, no próximo dia 08 de junho, às 19h.

Os cantores BatMaterson, Roseanne Mota, Beth Arres, Márcio Joaçaba, Afranio Soares, Maria Gabriela, Léo Pessoa, Paulo Probo, Socorro Barreira e Marília Machado cantam um repertório já há muito encarado como peça de museu. E se estas peças não estão abertas à visitação pública, o Canto da Apá solenemente convida você a visitá-las.

Lua Branca, Lundu da Gafieira (Chiquinha Gonzaga,) Rosa, Lamentos (Pixinguinha), Aquarela do Brasil (Noel Rosa), estão entre as peças mais valiosas do cancioneiro popular brasileiro e estarão brilhantes na vozes do cantores da Apá! Aparecida Silvino, Eduardo Holanda, Hoto Junior e a equipe do Canto da Apá preparam um show com delicadeza, respeito, amor e muito carisma.

Sobre o Canto da Apá

Com sede inaugurada oficialmente em 12 de dezembro de 2016, em Fortaleza, o Centro Cultural Canto da Apá foi imaginado pela cantora, compositora, regente e preparadora vocal, Aparecida Silvino e sua equipe. Hoje o espaço tem, ao todo, 29 cantores recebendo orientação em técnica vocal, interpretação, gerenciamento de carreira e formação de repertório e funciona de 09h as 21h.

Aparecida Silvino desenvolve o que ela chama de missão. ”A música é aqui e agora! Cantar é mover o dom, afinação é um estado de espírito. Quando canta você é um canal! Atenção total! O som vibra no corpo, é preciso desenvolver uma consciência de si, enquanto remetente, do outro enquanto destinatário e do conteúdo, a carta’’, sintetiza a cantora. Ainda segundo Apá, ”a música pede passagem e para isso acumulamos horas de exercícios desenvolvidos individualmente, ensaios, planejamento, figurino, cenário e sempre a ausência do stress ou da competição. Todos somos parte e a alegria pelo som do colega é ganho para a vida inteira’’.

O projeto continua em julho trazendo a década de 70 na música brasileira, onde o Coral do Canto da Apá reapresenta sua homenagem a Wilson Simonal. Em agosto, a décima edição do projeto nos chega com as décadas de 80 e 90, com a promessa de representar grandes artistas desta época como Pessoal do Ceará, Chico Buarque e Milton Nascimento. ”A festa é sempre muito bonita’’, garante. Em novembro, Apá estreia um novo e inédito show de carreira!

O Conexões Sonoras acontece em parceria com o TJA e todos os momentos são captados pela SuperA Filmes, em que são veiculados na página do Canto da Apá no Facebook e em seu canal no YouTube.

Serviço:
Centro Cultural Canto da Apá apresenta Projeto Conexões Sonoras uma viagem na música brasileira – primeira edição.
Local: 08 de junho de 2018.
Horário: 19h.
Ingresso:  20 inteira e 10 meia.
Mais informações: cantodaapa@gmail.com, https://www.facebook.com/cantodaapa ou (85) 99603.8029