Acarape prepara instalação de hospital de campanha com 40 leitos

O equipamento vai isolar e atender os paciente com casos leves e de Coronavírus

O Governo Municipal de Acarape, por meio de seu prefeito e médico, Franklin Verissimo, anunciou nesta terça-feira (24) a criação de um Hospital de Campanha para isolar os pacientes com suspeita de Coronavírus. O equipamento vai funcionar na escola da rede pública, Padre Antônio Crisóstomo e terá capacidade de 40 leitos de internação e isolamento.

“Pode ser que a gente não precise usar, espero de coração que não seja necessário. Mas se precisar, estaremos prontos. Estamos nos preparando com antecedência, para não fazer de qualquer jeito”, afirma o prefeito Franklin Verissimo.

O munício de Acarape é a primeira cidade de pequeno porte, a criar esse tipo de equipamento para diminuir os impactos da pandemia covid-19. “Nenhum sistema de saúde do mundo está preparado para o surto do Coronavírus. A China teve que construir um hospital imenso em um prazo recorde, porque seus hospitais não tinham condições de receber todos os doentes. No Brasil, muitas capitais já começaram a transformar estádios em hospitais. Cabe aos prefeitos das cidades, buscar soluções em saúde para possíveis aumentos dos casos da doença”, completa o prefeito.

Atualmente, o município encontra-se com um caso de paciente suspeito do coronavírus, sendo acompanhado em hospital municipal. O Governo Municipal na última semana, iniciou a doação de 20 mil máscaras de proteção individual, como durante 90 dias, foi concedido e aprovado pela Câmara Municipal, o desconto de 50% na taxa de iluminação pública.

“Ainda temos que pensar no problema social, pois muitas famílias vivem em casas pequenas, onde moram muitas pessoas, inclusive idosos. Se um paciente contrair Coronavírus, como poderá voltar para sua residência? Por isso, a necessidade também de um hospital de campanha”, disse o vice-prefeito, que também é médico, Dr. Alexandre Magalhães.

“O sistema de saúde brasileiro já estava supersaturado, antes da crise. Estamos na etapa de evitar aglomerações, e nós vamos chegar numa etapa de lotação dos hospitais, sejam de pequenos, médios ou grandes portes.”, finaliza o prefeito.