AECIPP realiza doação de cestas básicas para comunidades vulneráveis de Caucaia

Atenta à sua responsabilidade social perante a sociedade e as comunidades do entorno do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, a AECIPP, associação que representa as empresas instaladas na região, tem feito doações de cestas básicas para as famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Caucaia. Nesta sexta-feira (15), serão entregues 50 cestas, doadas pelo Grupo Aço Cearense, para as comunidades de Primavera, São José e Angicos, localizadas em Caucaia. “Essas doações são muito importantes, pois essas famílias vivem em condições muito precárias e enfrentam muitas necessidades e, nesse momento, precisam ainda mais da nossa ajuda”, conta o presidente do Conselho de Administração da AECIPP, Ricardo Parente.

A iniciativa faz parte da campanha “Cesta amiga: alimentando esperanças”, lançada no dia 16 de abril pela AECIPP em parceria com as 31 empresas associadas, o Conselho Comunitário do CIPP e a Rede de Cooperação, para arrecadar dinheiro para compra de cestas básicas para as comunidades da região. A campanha é aberta para todas as empresas do Complexo, seus funcionários e quem mais quiser contribuir com qualquer quantia a partir de R$ 25,00. As doações podem ser feitas através do site: https://abacashi.com/p/cesta_amiga_aecipp até a primeira quinzena de julho.

Com as doações em dinheiro, a AECIPP faz a compra dos produtos, monta as cestas no valor de R$ 50,00, contendo cada uma 2kg de feijão, 2kg de arroz, 1 kg de macarrão, 1 kg de farinha de mandioca, 2 kg de farinha de milho, 1kg de açúcar, 250g café, 1l de óleo de soja, 1kg de sal, 1 litro de água sanitária e 1kg de sabão em barra. A Associação se responsabiliza ainda pela entrega das cestas para as comunidades.

Por meio da campanha já foram entregues, no final de abril e primeiros dias de maio, 270 cestas para as comunidades do Pecém (Praia e Planalto), Bolso, Parada, Acende Candeia, Paul, Varjota, Matões, Colônia, Caraúbas e Guaribas. “Estamos muito felizes com a colaboração das nossas associadas e com toda a mobilização que elas têm feito. Nesse momento, todos precisam ser solidários, pois o cenário é de muitos desafios e incertezas”, finaliza Ricardo Parente.