Campo Ouro Verde tem vendas triplicadas de mastruz, após estudo confirmar que o mesmo auxilia no aumento da imunidade e no combate à COVID-19

De acordo com uma pesquisa  realizada na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), foi comprovado que o mastruz auxilia como fitomedicamento para uso contra COVID-19. Segundo o estudo, o potencial de compostos presentes no mastruz  atuam como inibidores de enzimas envolvidas na replicação do vírus SARS-COV-2, responsável por provocar a COVID-19. 


A planta já tem efeitos benéficos contra doenças respiratórias e de acordo com os pesquisadores, o mastruz tem propriedades como: ação expectorante, cicatrizante, anti-inflamatória e antiviral. 


A boa notícia também aqueceu o mercado de folhagens no Ceará. De acordo com Alderlan Sampaio, diretor da Campo Ouro Verde, as vendas de mastruz triplicaram. 


“O mastruz, que é cultivado e vendido fresquinho, tem ajudado na alimentação das pessoas. Principalmente nesse período de isolamento, onde precisamos ainda mais cuidar na nossa imunidade. A forma mais utilizada da planta é o chá que tem forte ação medicinal”, conta.


A Campo Ouro Verde abastece diariamente os principais supermercados do Estado, com hortaliças e folhagens, trazidas da serra de Tianguá.


Hoje, a empresa Campo Ouro Verde, atende em Fortaleza; Caucaia; Aquiraz; Eusébio; Itapipoca; Acarau; Pacajus e Horizonte; somando mais de 90 clientes.