Canal Brasil comemora os 75 anos de Luiz Carlos Lacerda

Homenagem ao cineasta inclui mostra com longa inédito na TV e estreia da série “Rua do Sobe e Desce, Número que Desaparece”

Em julho, Luiz Carlos Lacerda, o Bigode, completa 75 anos. Em homenagem a ele, um dos maiores nomes do cinema brasileiro, o Canal Brasil exibe, a partir de 15/07, sempre às quartas, às 23h45, uma mostra com cinco longas e um curta, incluindo o inédito “O Que Seria Deste Mundo sem Paixão?. Além disso, no dia 21/07, estreia no canal a série inédita e exclusiva, “Rua do Sobe e Desce, Número que Desaparece”, dirigida e roteirizada por Bigode, com Fernanda Vasconcellos e André Arteche no elenco.

O filme que abre o especial, no dia 15/07, é “Leila Diniz” (1987). Na semana seguinte, no dia 22/07, o Canal Brasil exibe o curta “Nelson Filma – O Trajeto do Cinema Independente no Brasil” (1971) e, na sequência, o longa “O Princípio do Prazer” (1979). No dia 29/07, vai ao ar “For All – O Trampolim da Vitória” (1996); e no dia 05/08, é a vez de “Introdução à Música do Sangue” (2017). A estreia de “O que Seria deste Mundo Sem Paixão?” (2016) encerra o tributo, no dia 12/08.

Com direção e roteiro de Bigode, “O Que Seria Deste Mundo sem Paixão?” – cujo título é uma frase do romance “Crônica da Casa Assassinada”, do escritor Lúcio Cardoso – mostra o encontro dos fantasmas do romancista Lúcio Cardoso (Armando Babaioff) e do poeta surrealista Murilo Mendes (Saulo Arcoverde), que são perseguidos por personagens de seus livros. Marcados por uma forte amizade, eles conversam sobre literatura como pretexto para ouvirem de seus personagens as contradições de seus pensamentos e de seus conceitos sobre a arte. O elenco conta com Paula Burlamaqui, Eriberto Leão, Tonico Pereira, Eron Cordeiro, Natália Lage e Carla Daniel. O drama é o quinto filme do diretor baseado na obra do escritor mineiro.

No dia 21 de julho, às 20h45, chega ao Canal Brasil a série inédita e exclusiva “Rua do Sobe e Desce, Número que Desaparece”, com dois episódios exibidos em sequência. Dirigida e roteirizada por Bigode, a produção protagonizada por Fernanda Vasconcellos e André Arteche mostra o cotidiano de dois amigos em busca da felicidade no amor e no trabalho. Claudia (Fernanda Vasconcellos) se mudou recentemente para o prédio de Lourenço (André Arteche), e logo se tornaram amigos e confidentes. Ela é uma aeromoça com uma escala frequente de voos e passa a maior parte do tempo viajando. Ele é um diretor de teatro ansioso com a estreia de uma nova peça. No entanto, quando estão em casa, se tornam inseparáveis e passam a participar ativamente da vida um do outro. Com seis episódios, a série é cheia de poesia e traz referências a obras de Antonio Botto, Manuel Bandeira, Walmir Ayala, Lucio Cardoso, entre outros. Paula Burlamaqui, Maria Padilha, Ilva Niño e Oscar Magrini fazem parte do elenco.

A homenagem continua no Canal Brasil Play, que disponibiliza, a partir do dia 21/07, todos os episódios da série “Rua do Sobe e Desce, Número que Desaparece”, com sinal aberto também para não-assinantes, e os filmes “Esta Pintura Dispensa Flores”,  “Diário de Aquário”, “Casa9”, “A Mulher de Longe” e “Morte de Narciso”. Os filmes “Leila Diniz”, “O Princípio do Prazer”, “For All: O Trampolim da Vitória”, “Introdução à Música do Sangue” e “O Que Seria Deste Mundo Sem Paixão?” estarão disponíveis para aluguel no Net Now e no Vivo Play. No Oi Play, também é possível alugar “Introdução à Música do Sangue” e “O Que Seria Deste Mundo Sem Paixão?”.   


Serviço

MOSTRA LUIZ CARLOS LACERDA – 75 ANOS
Estreia: quarta, dia 15/07, às 23h45
Horário: quarta, às 23h45

Leila Diniz (1987) (101’)
Horário: quarta, dia 15/07, às 23h45.
Classificação: 18 anos
Direção: Luiz Carlos Lacerda
Sinopse: Leila Diniz estendeu o ideal revolucionário, desafiando o conservadorismo ao defender o amor livre e ao exibir os oito meses de gravidez num ousado biquíni. Em 1972, um acidente de avião interrompeu sua trajetória.

Nelson Filma – O Trajeto do Cinema Independente no Brasil (1971) (10’)
Horário: quarta, dia 22/07, às 23h45.
Classificação: Livre
Direção: Luiz Carlos Lacerda
Sinopse: A obra de Nelson Pereira dos Santos guia o documentário, que traça o caminho percorrido pelo Cinema Novo de 1958 até o início dos anos 70.

O Princípio do Prazer (1979)
Horário: quarta, dia 22/07, às 23h56.
Classificação: 18 anos
Direção: Luiz Carlos Lacerda
Sinopse: Alvaro consegue emprego na fazenda de uma família que vive relações incestuosas. Ao perceber que a casa esconde um perigoso segredo, o empregado se vê preso a uma rede de sexo, mistério e traição.

For All – O Trampolim da Vitória (1996) (96’)
Horário: quarta, dia 29/07, às 23h45.
Classificação: 14 anos
Direção: Luiz Carlos Lacerda
Sinopse: Rio Grande do Norte, 1943. Pelo rádio, chegam as notícias da 2ª Guerra Mundial. A base americana de Parnamirim Field, em Natal, recebe 15 mil soldados, que vão se juntar aos 40 mil habitantes da cidade. Sua missão é defender a costa do Atlântico Sul e expulsar os alemães de Senegal. Para a população local, porém, a guerra tem outros significados. A chegada dos militares americanos alimenta fantasias de progresso material e romances.

Introdução À Música do Sangue (2017) (95’)
Horário: quarta, dia 05/08, às 23h45.
Classificação: 16 anos
Direção: Luiz Carlos Lacerda
Sinopse: No interior do Brasil, entre o mundo arcaico e o contemporâneo, uma família vive suas angústias numa atmosfera de desejo e repressão. Baseado num argumento do escritor Lúcio Cardoso.

O Que Seria Deste Mundo sem Paixão (2020) (73’)
INÉDITO e EXCLUSIVO

Horário: quarta, dia 12/08, às 23h45.
Classificação: 14 anos
Direção: Luiz Carlos Lacerda
Sinopse: O encontro dos fantasmas do romancista Lucio Cardoso e do poeta Murilo Mendes, perseguidos por seus personagens que querem mudar suas histórias.

Rua do Sobe e Desce, Número que Desaparece (2020) (6 X 30’)
Estreia: terça, dia 21/07, às 20h45
Horários: terça, às 20h45 – dois episódios exibidos em sequência
Alternativos: sexta, às 13h40 e segunda, às 16h30.

Direção: Luiz Carlos Lacerda
Classificação: 14 anos
Sinopse: Cláudia (Fernanda Vasconcellos) é uma jovem aeromoça, vizinha de Lourenço (André Arteche), um diretor de teatro. Os dois estão à procura de um parceiro e tornam-se grandes amigos e confidentes. Uma história de afetos e bom humor no mundo encantado da arte e de seus muitos personagens.