Cláudio Nelson comemora campanha “Atende em casa – COVID-19” de telemedicina, em Fortaleza

O empresário e advogado cearense, Cláudio Nelson (foto abaixo), comemora o lançamento da campanha “Atende em Casa – Covid – 19”, através do uso da telemedicina pela Prefeitura de Fortaleza. “É sempre muito bom ver uma bandeira que defendemos ganhando destaque prático na nossa capital e em outra cidades do Brasil, como Recife. Semeamos o uso e a divulgação dessa ferramenta durante a quarentena na campanha ‘Solidariedade sem Fronteiras’, no interior do Ceará”, diz Cláudio Nelson.

Foto: Cláudio Nelson (Divulgação)

SOLIDARIEDADE SEM FRONTEIRAS

A campanha contou com a articulação do empresário cearense Cláudio Nelson, em parceria com os empresários da região e médicos doadores de consultas espalhados por todo o Brasil. O SSF encaminha remédios e tele-atendimento médico a famílias pobres e pacientes que precisam de assistência neste momento, na cidade de Amontada (CE), precisamente na região de Icaraí de Amontada, ou Icaraizinho (a 160km de Fortaleza).

ATENDE EM CASA COVID-19

Para ter acesso ao atendimento do “Atende em Casa COVID-19 ”, em Fortaleza, exclusivo para pacientes com quadro de síndrome gripal, a pessoa deve acessar do smartphone, tablet ou computador o site http://atendeemcasa.sms.fortaleza.ce.gov.br/ e realizar seu cadastro, informando dados pessoais. O sistema está disponível, também, no App Mais Saúde Fortaleza (iOS e Android). Após o cadastro, é necessário responder algumas perguntas sobre estado de saúde e sintomas, etapa primordial para a classificação de risco. Concluída essa etapa, o profissional da saúde fará a videochamada.

TELEMEDICINA

De acordo com o médico, Dr. Pedro Lins, após entender o que é telemedicina e como funciona, fica até difícil mensurar todas os avanços que esta tecnologia vem trazendo em vários países como Israel, Canadá e EUA. “A telemedicina tornou possível a transmissão e o compartilhamento de informações médicas a quaisquer distâncias, com segurança e melhorias na qualidade do atendimento. Nos dias de hoje, com a telemedicina, podemos assegurar que o paciente receba atendimento médico sem que corra o risco de contaminação da rua ou postos de saúde”, explica o médico.