Covid-19: como utilizar água sanitária na prevenção da doença

Produto acessível e de baixo custo colabora na limpeza eficiente dos ambientes – Fotos: Divulgação

Os produtos com concentração alcoólica de 70% já são conhecidos pela eficiência contra o coronavírus, assim como a combinação de água e sabão. Para colaborar com a limpeza e segurança da casa, outro produto também é indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Conselho Federal de Química (CFQ). De baixo custo e muito comum na casa dos brasileiros, a água sanitária é um poderoso aliado nesta prevenção. O produto diluído tem a capacidade de destruir a cápsula de gordura que protege o coronavírus, que não sobrevive ao ambiente. Preparamos algumas dicas para incorporar no dia-a-dia as orientações dos especialistas.

Para a eficácia, é necessário que a água sanitária com 2 a 2,5% de cloro ativo presente na composição seja diluído em água. A dose recomendada mínima é de 25 ml e máxima de 50 ml para cada litro de água, onde a dose máxima deve ser utilizada para limpeza e desinfecção de sujeiras mais difíceis. “A água sanitária deve ser diluída para utilização mais eficiente, pois o composto clorado, o ácido hipocloroso, se torna mais efetivo em pH mais baixo, que é o caso desta solução”, explica a coordenadora química da Brilux, Cristina Campos. A mistura pode ser armazenada em um local protegido da luz solar, para ser usada sempre que houver necessidade. Não esqueça de rotular a embalagem com “água sanitária diluída” e manter fora do alcance das crianças.

A limpeza com a solução é recomendada com o uso de luvas, para evitar o contato direto entre o produto e a pele. “Apesar de a solução ser eficiente contra o coronavírus, o produto não é recomendado para higiene pessoal. Para evitar agressão da pele, é recomendado utilizar luvas, principalmente nas soluções mais concentradas”, orienta Cristina. A Brilux oferece diversas opções de água sanitária e alvejantes perfumados com cloro ativo em seu portfólio, que eliminam 99,9% das bactérias e colaboram na limpeza eficiente dos ambientes. Abaixo, seguem algumas dicas de como aproveitar ao máximo a água sanitária na proteção contra o coronavírus.

Máscaras de tecido

Para higienizar máscaras de tecido a recomendação é que a peça seja mergulhada durante 30 minutos na solução com água sanitária. Após esse momento, o item deve ser enxaguado em água corrente e lavado com água e sabão. Quando estiver completamente seco, pode ser armazenado para um novo uso.

Chaves, maçanetas, interruptores, cadeiras…

Superfície e objetos que são tocados com frequência precisam de mais atenção ao longo do dia. Chaves, interruptores, maçanetas e outras superfícies podem ser veículos para a transmissão de vírus e bactérias. Utilize a solução de água sanitária para realizar a higienização destes locais com frequência, umedecendo um pano limpo ou com auxílio de um borrifador.

Pisos, sapatos da rua e outras superfícies

Para higienizar sapatos que tiveram contato com o ambiente externo, umedeça um pano limpo com a solução, que pode ser colocado próximo à porta. Ao entrar em casa, passe sobre o pano as solas do calçado. Umedeça novamente, sempre que for necessário. Para este fim, pode ser utilizada a dosagem de 50ml/l, ou seja, um copinho descartável de 50 ml cheio de água sanitária para cada litro de água. Não esqueça de utilizar luvas para evitar o contato direto com o produto. O líquido pode ser utilizado para a limpeza de pisos, a´reas abertas e sanita´rios.

Compras

Utilize um pano limpo umedecido com a solução de água sanitária para higienizar as embalagens de produtos vindos do supermercado. Lembre-se que, para esta finalidade, não devem ser utilizados os alvejantes perfumados.

Não deve ser utilizado em aparelhos eletrônicos

Pela característica abrasiva da água sanitária, ela não deve ser utilizada para limpeza de produtos eletrônicos, superfícies e objetos metálicos, pois pode danificá-los ou manchá-los.