Dia das Mães: Especialista dá dicas para impulsionar as vendas na data

O Dia das Mães gera grande expectativa para quem trabalha no comércio, pois é a segunda data que gera mais lucro ao setor, perdendo apenas para o Natal.  Apesar do cenário de crise, é possível aplicar técnicas para garantir boas vendas no período.

Após um longo período com as portas fechadas em função da aceleração no número de casos e mortes por Covid-19 no país, os comerciantes receberam permissão para reabrir justamente no período de compra dos presentes, e devem apostar em descontos e promoções, em vista que os ganhos ficaram comprometidos nos últimos meses e boa parte dos estoques ficou sem uso.

Segundo a Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), o volume de vendas deste ano está estimado em 12,12 bilhões de reais, 46% acima dos 8,26 bilhões de reais em 2020.

O segmento de vestuário, calçados e acessórios costuma, tradicionalmente, liderar as vendas nesse período do ano. Em 2020, movimentou R$ 1,6 bilhão, com redução de 62,7% em relação a 2019. Este ano, a previsão de faturamento do segmento se eleva para R$ 4,09 bilhões, segundo a CNC, mostrando variação positiva de 146%

“As pessoas compram por necessidade, sendo elas para sair de uma situação atual e atingir a situação desejada, no caso a satisfação em presentear a mamãe. Conhecendo esse princípio, o vendedor vai atingir o objetivo sabendo perguntar, conhecendo melhor seu próprio cliente”, explica o empresário e mentor de seguros Paulo Neime, que atua no ramo de vendas há mais de 25 anos.

Paulo Neime explica as técnicas adotadas para melhorar as vendas: “Olhe nos olhos do cliente, estabeleça um rapport, se conectando com ele. Mencione o nome do cliente, procure saber o dele, e fique atento a chamá-lo pelo nome, isso demonstra atenção. Tenha boa vontade e paciência, demonstre carinho, procurando ajudá-lo a escolher o presente ideal, isso vai memorizar que você é um vendedor atencioso, criando um relacionamento, fazendo com que ele volte, fidelizando compras futuras. Muito cuidado para não oferecer aquilo que o cliente não quer comprar, se tornando um vendedor chato, colocando em risco a própria venda”.

Em maio de 2020, as vendas do comércio no Ceará caíram 31,3% ante igual mês de 2019, de acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará (Fecomércio-CE). Assim como aconteceu durante o ano de 2020, o setor deve seguir investindo em alternativas para tentar driblar as perdas, especialmente com o mercado virtual. 

Ser atencioso e paciente são características essenciais para um bom vendedor. “É preciso ter boa vontade, demonstrar carinho, ajudar a escolher o presente ideal, isso faz com que o cliente volte, fidelizando compras futuras. Tem que saber perguntar, as perguntas bem elaboradas demonstram interesse em conhecer melhor os hábitos, desejos da pessoa que compra, para obter satisfação em adquirir o produto ideal. Essas dicas também valem para o contato virtual. Aproveite e ligue para aquele seu cliente e avise das ótimas ofertas que sua loja está promovendo nesse período”, finaliza Paulo Neime.

Sobre Paulo Neime

Paulo Neime é mentor e estrategista de negócios, empresário há 27 anos, especialista em alavancagem de micro e pequenas empresas.

Formado em Administração e em Gestão Financeira, cursando MBA em Marketing e Negócios Digitais, mestrando em Marketing Estratégico. Idealizador do treinamento Explosão de Vendas, que já qualificou milhares de profissionais através de técnicas avançadas de vendas e da imersão Maestria nas Vendas.

Autor do livro “Eu sou o que decido ser”, uma autobiografia na trajetória de superação de um verdadeiro vencedor que ao longo dos grandes desafios encontrados superou crenças limitantes, ressignificou sentimentos, instalou crenças fortalecedoras e buscou incansavelmente por um reconhecimento exercendo um papel de pai de si mesmo.