Dragão do Mar oferta mais de 10 atrações virtuais de múltiplas linguagens nesta semana

Exibições de curtas brasileiros e longas clássicos, projeto audiovisual de arte contemporânea, programas sobre astronomia e ciências afins, apresentação musical e exposição fotográfica junina e oficina infantil compõem a programação da semana.

Enquanto se prepara para retornar com sessões presenciais no Cinema do Dragão, no dia 1º de julho, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC), complexo cultural ligado à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e gerido pelo Instituto Dragão do Mar, segue com uma intensa programação virtual nos seus canais de comunicação. Ao longo desta semana, o CDMAC traz mais de 10 programações, entre sessões virtuais de cinema, exposição fotográfica, novas aulas de astronomia e ciências afins, ciclo junino e oficina infantil de criação de bonecos. As programações estarão disponíveis no site  (www.dragaodomar.org.br) e no YouTube do Dragão (youtube.com/dragaodomarcentro).

Em alusão ao Dia do Orgulho LGBT+, comemorado no próximo dia 28 de junho, o Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC Dragão) exibirá, na quarta-feira (23), a partir das 17h, no YouTube do Dragão, “Via das Bonecas”, obra audiovisual da professora e artista multilinguagem Isadora Ravena, em homenagem a crianças e adolescentes transvestigêneres historicamente vitimados pela exclusão social e pela violência. O trabalho permanecerá disponível por apenas 24h.

Também integrando o ciclo de programação em alusão ao Dia do Orgulho LGBT+, estreia na quarta-feira, a partir das 12h, no Youtube do Dragão, mais uma edição do Sessão Circular, programa de difusão de curtas brasileiros do Cinema do Dragão. Com o tema “Desejo e memória em movimento”, o programa #2 apresentará, até o dia 7 de julho, cinco curtas-metragens que, protagonizados por mulheres, abordam experiências de mulheres lésbicas, suas relações de amizade e de família: “Quinze”, de Maurílio Martins; “Aonde vão os pés”, de Débora Zanatta; “Rebu – a egolombra de uma sapatão quase arrependida”, de Mayara Santana; “Peixe”, de Yasmin Guimarães; e “À beira do planeta mainha soprou a gente”, de Bruna Barros e Bruna Castro.

Abrindo o Ciclo Junino virtual do Dragão, neste mesmo dia, a partir das 17h, no site do Dragão, será lançada a exposição virtual “Junina Luz do Mundo”, do fotógrafo Luiz Alves. A mostra reúne 12 painéis que exploram diferentes aspectos dos festivais de quadrilha junina e das festas de São João, a partir de registros fotográficos de edições do Festival “Festejos Juninos”, ocorridas no Dragão, entre 2016 e 2019.  

Ainda na quarta, o Planetário Rubens de Azevedo lança a segunda edição do “Divulgando Ciência”, programa que recebe renomados cientistas para abordar temas ligados à Astronomia e às ciências afins. A convidada do próximo encontro virtual será a astrônoma Profa. Dra. Maria Elizabeth Zucolloto, que falará sobre “Os Meteoritos no Brasil”, a partir das 20h, no YouTube do Planetário (youtube.com/planetariorubensdeazevedo). Outra opção para quem quer ser aprofundar nas curiosidades sobre o espaço é o Curso Popular de Astronomia, nesta quinta-feira (24), a partir das 19h30, no canal do Planetário, que tratará sobre “O céu do Hemisfério Sul”.

Quinta-feira é sempre dia de estreia no Cinema do Dragão. Nesta semana, a sala virtual traz as estreias de “A Vinícola dos Sonhos” e “A Vida Solitária de Antonio Lingabue”. Esses e outros títulos poderão ser conferidos com ingressos a partir de R$ 19,90 na plataforma  Cinema Virtual (www.cinemavirtual.com.br) ou no serviço de streaming NOW, disponível para assinantes.

E falando em estreia, no sábado (26), a partir das 12h, no YouTube do Dragão, o Cinema do Dragão lança o “Clássicos no Cinema do Dragão”, novo programa de difusão que (re)apresentará importantes títulos da filmografia brasileira e mundial em sessões virtuais e/ou presenciais. Os longas cearenses Caldeirão da Santa Cruz do Deserto (1986), dirigido por Rosemberg Cariry, e Milagre em Juazeiro (1999), de Wolney Oliveira, inauguram a sessão deste mês. Os filmes seguirão disponíveis no canal do Dragão até 4 de julho.

No sábado também tem opção para quem curte descobrir novos sons. A partir das 18h, no YouTube do Dragão, o Grupo Akilombar apresentará “Os festejos da Vó Júlia”. Compondo o São João do Dragão virtual, o trio combina elementos como oralidade, canto, dança, rezas e mandingas para festejar a cultura do São João com uma rica seleção de músicas, entre próprias e interpretações, que cantam a ancestralidade do povo nordestino, enraizada nas matrizes afro-indígena.  

Fechando a programação da semana, no domingo (27), o Dragão das Crianças promove mais uma oficina infantil. A partir das 17h, no YouTube do Dragão, a atriz, bonequeira e artesã Marina Tijubina ensinará como fazer bonecos de papel e palito.

 Mais detalhes da programação podem ser acessados no site do Dragão (www.dragaodomar.org.br).

Serviço: Programação virtual de 21 a 27 de junho no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Horários diversos
Onde: Site do Dragão (www.dragaodomar.org.br), Youtubes do Dragão (youtube.com/dragaodomarcentro) e do Planetário (youtube.com/planetariorubensdeazevedo)  
Consulte a programação completa no site www.dragaodomar.org.br