Dragão do Mar participa da 18ª Semana dos Museus com ações online de 18 a 24 de maio

Ao longo da semana, Museus do Dragão realizam debates ao vivo relacionados ao tema “Museus para a Igualdade: diversidade e inclusão”. Programação on-line gratuita poderá ser conferida no canal do Dragão no YouTube e conta com intérprete de Libras. 

De 18 a 24 de maio, os Museus do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura realizarão uma série de atividades que integram a 18ª Semana Nacional dos Museus – ação promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) em comemoração ao Dia Nacional dos Museus, celebrado no dia 18 de maio. A Semana dos Museus deste ano tem como tema norteador “Museus para a Igualdade: diversidade e inclusão”.


Em virtude da situação de isolamento social, este ano, toda a programação será realizada on-line, com debates ao vivo no canal do Dragão do Mar no Youtube, com intérprete de Libras. Conteúdos relacionados ao tema também serão postados nas redes sociais do Museu da Cultura Cearense e do Museu de Arte Contemporânea. 

A Semana Nacional dos Museus 

A 18ª Semana de Museus é uma coordenada pelo IBRAM que une instituições museológicas de todo o país para realizar, durante uma semana, atividades para todos os públicos. A iniciativa, que comemora o Dia Internacional dos Museus (18 de maio), criado em 1977 pelo Conselho Internacional de Museus – ICOM, visa aumentar o potencial de visitação das instituições museológicas e culturais de todo país, difundindo as diversas manifestações e referências culturais, promovendo o acesso à produção simbólica e à diversidade cultural dos municípios, criando experiências significativas aos visitantes.

Confira a programação do Museu da Cultura Cearense (MCC) e do Museu de Arte Contemporânea (MAC):

DIA 18 DE MAIO | Segunda-feira 

Live “Projeto Ação Educativa Museu vai ao CAPS”

Realização: MCC

Horário: das 16h às 17h

Local: https://www.youtube.com/dragaodomarcentro

Participantes: João Paulo Luz – graduando em História pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e educador do Museu da Cultura Cearense

Jessiane Kelly – graduanda em Psicologia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e educadora do Museu da Cultura Cearense

Mediação: Renata Frota – graduanda em Licenciatura em Artes Visuais pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e educadora do Museu da Cultura Cearense

Intérprete de Libras – Aljanielle Amorim

Promovido pelo MCC em parceria com o CAPS AD Alto da Coruja e o Fórum Cearense da Luta Antimanicomial, o Projeto Ação Educativa “Museu vai ao CAPS” tem como objetivo promover uma aproximação do museu com os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), a partir da realização de oficinas. As atividades proporcionaram a ampliação do campo de atuação da saúde mental, provocando o autorreconhecimento da identidade pessoal dos sujeitos, despertando um olhar crítico para o patrimônio cultural e para a produção artística cearense, a partir do desenvolvimento de conhecimentos sobre as artes numa relação afetiva com diferentes locais de Fortaleza. Durante a live, os educadores do MCC João Paulo Luz e Jessiane Kelly, compartilharão seus relatos de experiência sobre o projeto. A programação contará com a mediação da também educadora e intérprete de libras. Além de integrar a programação que celebra o Dia Nacional dos Museus, a atividade também remete as discussões marcadas pelo Dia Nacional pela Luta Antimanicomial, instituído no dia 18 de maio.   

Vídeo Glossário Arte em LIBRAS do MAC Dragão

Realização: Educativo MAC

Horário: 14h

Local: https://www.instagram.com/macdragao/

Participante: Vinícius Scheffer 

O MAC Dragão tem desenvolvido pesquisas em torno do processo linguístico da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS com o prevê a lei 10.436 que atribui a instituições o uso e difusão da língua e a sinalização dos espaços culturais do estado e terminologia da arte contemporânea. Em 2019, o MAC realizou uma parceria com a Escola Técnica Joaquim Nogueira que abriga dois cursos, um de Instrutor e o de Tradutor e Intérprete de LIBRAS/Português. 

DIA 19 DE MAIO | Terça-feira 

Live “Gêneros Transversos em Museus”

Realização: MCC

Horário: 16h

Local: https://www.youtube.com/dragaodomarcentro

Participantes: Laiz Fidelis – graduanda em Filosofia pela Uece, integrante dos projetos “Pré Vestibular”, “Cinetrans”e “Produção Cultural” do Transpassando.

Luan Alex – professor de Geografia no Pré vestibular do Transpassando.

Lucy Rivka –  formada em medicina (Fepar) e mestranda em estudos da tradução pela UFC. Professora de Física do Pré vestibular do Transpassando. 

Mediação: Paulo W Lima: Mestrando em Filosofia pela UFC, integrante do coletivo artivista Rabiscos, Professor nos projetos “Pré-vestibular”, “Surdez e Gênero” e “ADM e Produção Cultural”, do Transpassando.

Intérprete de Libras – Aljanielle Amorim

Inspirado no Curta-metragem “Caminhos Transversos”, de Michel Vincent, o Coletivo Transpassando discute a presença/ausência de pessoas que se inscrevem como lindos versos na educação e na cultura,  mas que os preconceitos sociais tentam apagar. Falaremos desde nós, Gêneros Transversos.

Vídeo Além dos Olhos

Realização: Educativo MAC

Horário: 14h30

Local: https://www.instagram.com/macdragao/

Participantes: Andrea Dalveroni – Educadora do MAC

O vídeo propõe trabalhar a memória afetiva através da escultura utilizando massinha de modelar, experimentando formas e relevos, possibilitando a construção da memória de maneira tátil e discutindo sobre experiências sensoriais na Arte e seu uso em atividades para o público com deficiência visual. 

DIA 20 DE MAIO | Quarta-feira 

Live “Tecnologia Assistiva em Tempos de Quarentena”

Realização: MCC

Horário: 16h

Local: https://www.youtube.com/dragaodomarcentro

Participantes: Diniz Candido – Bacharel em Direito com especialização em direito e processo do trabalho;

servidor público do Tribunal Regional Federal da 3ª Região; secretário da Secretaria de Acessibilidade e Acesso da Informação da Organização Nacional de Cegos do Brasil.

Lara Andrade Lima – Graduada em letras/espanhol pela Universidade Federal do Ceará, membro do Projeto Acesso, do Museu da Cultura Cearense, integrante do Grupo de Trabalho Cultura do Acesso, da Secretaria de Cultura do Estado e testadora de softwares da Dell.

 Agebson Rocha Façanha – Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) desde 2010, já atuou como professor-pesquisador do Projeto Acessibilidade Virtual (parceria com o IFRS e Ministério do Planejamento), coordenador do Núcleo de Tecnologia Assistiva (SECIS/MCTI) e de Coordenador de Projetos Especiais da Pró-reitoria de Extensão do IFCE. Graduação, Mestrado e Doutorado (em andamento) em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Ceará, com ênfase em Tecnologias Assistivas, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologia assistiva, deficiência visual, acessibilidade, inclusão digital e dispositivos móveis.

Mediação: Carlos Viana – Bacharel em jornalismo, membro do Projeto Acesso, integrante do Grupo de

Trabalho Cultura do Acesso da Secretaria do Estado e repórter do Grupo de Comunicação O POVO

Intérprete de Libras – Aljanielle Amorim

Durante o isolamento social, museus de todo mundo divulgam  seus trabalhos pela internet, uma forma de conectar-se com o público por meio de distintos recursos de visitação virtual. Mas, para as pessoas com deficiência, que recursos podem ser utilizados para facilitar esse processo?

Vídeo “Entre o Público e os Museus: a atividade do educador”

Realização: Educativo MAC

Horário: 14h30

Local: https://www.instagram.com/macdragao/

Participante: Jorge Sarde – Educador do MAC

Os museus durante a sua história sofreu uma série de transformações. No século XV eram apenas gabinetes particulares de curiosidades. Hoje são vistos como os guardiões da cultura, baluartes da arte. Durante as transformações sociais que ocorreram na nossa história, o museu, junto com a escola e outras instituições educativas e culturais foram ganhando destaque como formadores da cidadania. Esse processo está ligado ao desenvolvimento da sociedade urbanizada que vê a cultura intelectual como algo a ser valorizado – fruto do crescente processo de racionalização da vida social. Nesse meio entre a sociedade e o museu, existem aqueles que são os educadores que trabalham com o processo de mediação das obras artísticas, objetos históricos etc. para o público em geral. A partir da minha experiência como educador do Museu de Arte Contemporânea do Dragão do Mar e da minhas pesquisas teóricas sobre a questão da educação não formal e os museu, pretendo fazer uma discussão sobre Educação dentro dos museus.

DIA 21 DE MAIO | Quinta-feira 

Live “Apagamentos e consagrações: artistas negros/as/xs na memória cearense + Vídeo-aula”

Realização: MAC

Horário: 15h 

Local: https://www.youtube.com/dragaodomarcentro

Participantes: Guilherme Marcondes – pós-doutorando em Sociologia (bolsa PNPD/CAPES) pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UECE. 

Maíra Rocha – atriz, graduanda em Ciências Sociais pela UECE e bolsista de iniciação científica

Cecília Bedê: Gerente do Museu de Arte Contemporânea

Partindo de um projeto de pós-doutorado em curso, este subprojeto, relaciona questões da sociologia da arte e da sociologia das questões raciais, a fim de compreender se artistas negros/as/xs estão presentes em uma das principais coleções públicas do Ceará. Deste modo, tem sido realizado um mapeamento de artistas negros/as/xs presentes nos acervos do MAC do Ceará a fim de compreendermos a construção da memória sobre artistas negros/as/xs presentes neste acervo. Assim, será possível entender alguns dos processos de construção da memória bem como de legitimação e consagração de artistas no campo da arte Cearense.

DIA 22 DE MAIO | Sexta-feira 

Live “Museus em isolamento: como atuar à distância e transpor barreiras sociais”

Realização: MAC

Horário: 15h 

Local: https://www.youtube.com/dragaodomarcentro

Participantes: Carlos Viana – Museu da Cultura Cearense (MCC)

Graciele Siqueira – Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC)

Rosa Pitaguary – Museu indígena Pitaguary

Mediadora: Cris Soares – Coordenadora do Núcleo Educativo do Museu de Arte Contemporânea

Intérprete de Libras – Vinícius Scheffer 

Estamos vivendo grande crise com a Pandemia do novo coronavírus e nos deparamos com a necessidade do isolamento social e fechamentos das instituições culturais em todo o mundo. Diante disso, os Museus tiveram suas portas fechadas e consequentemente seu contato com o público se encontra limitado. Com esse debate queremos trocar experiências sobre o que os Museus estão realizando neste período de Isolamento e como estão direcionando essas ações para incluir a todos os públicos.

Vídeo Arte e inclusão: a criança como protagonista de si mesmo 

Realização: MAC

Horário: 16h

Local: https://www.instagram.com/macdragao/

Participantes: Amanda Sales e Brena Marques (arte-terapeutas)

Vídeo com experiências de arte e acessibilidade partindo do processo terapêutico. 

O Arte e Terapias acredita na arte como uma proposição conectora que entrelaça educação, cultura e saúde. Vemos a criança como um sujeito naturalmente inventivo, que quando protagonista dos seus processos criativos,  possibilita um olhar de sensibilidade com o mundo e com si mesmo. Assim, ao criar, é possível realizar potencialidades, conhecer melhor a si próprio e permitir diferentes formas de comunicação e expressão.

Live “Mulheres no Museu”

Realização: MCC

Horário: 17h

Local: https://www.youtube.com/dragaodomarcentro

Participantes: Gislana Vale: mulher com deficiência visual, Mestre em Políticas públicas, integrante do GT de Cultura Acessível do Ceará, ativista do MBMC.

Jane Eyre Carneiro: mulher com deficiência física, professora, ativista social, integrante do Coletivo de mulheres com deficiência do Ceará.

Mediação: Lara Andrade Lima – Graduada em letras/espanhol pela Universidade Federal do Ceará, membro do Projeto Acesso, do Museu da Cultura Cearense, integrante do Grupo de Trabalho Cultura do Acesso, da Secretaria de Cultura do Estado e testadora de softwares da Dell.

Intérprete de Libras – Aljanielle Amorim

São mulheres com deficiência. Lutam por direitos e acessibilidade é um deles. Amam a cultura, querem ir aos museus e estar lá representadas e acolhidas por ações, tecnologias e memórias que também sejam incluídas, nas suas vivências, reconhecidas como parte importante da diversidade humana, feminina e plural. Na semana em que se comemora o Dia Internacional dos Museus, as mulheres com deficiência estarão numa live, falando de Museus para igualdade, diversidade e inclusão. 

DIA 23 DE MAIO | Sábado

Live “Arquivos Públicos e Práticas Historiadoras na Arte”

Realização: MAC

Horário: 11h

Local: https://www.instagram.com/macdragao/

Participantes: Ana Pato (São Paulo, 1972) é curadora e pesquisadora. Coordenadora do Memorial da Resistência de São Paulo a partir de maio de 2020. Doutora pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Foi curadora das exposições Meta-Arquivo: 1964-1985. Espaço de escuta e leitura de histórias da ditadura (2019), 20º Festival de Arte Contemporânea SESC_Videobrasil (2017), Quanto Pesa uma Nuvem?, de Gisellle Beiguelman (2016) e curadora-chefe da 3ª Bienal da Bahia (2014). É autora do livro Literatura Expandida: arquivo e citação na obra de Dominique Gonzalez-Foerster (2012). Em suas pesquisas, dedica-se às relações entre arte contemporânea, arquivo e memória. 

Mediador: Chico Cavalcante (MAC Dragão)

Neste seminário/live abordaremos questões de fundamental importância sobre os  arquivos e acervos públicos,  perpassando também este temas pelas práticas historiadoras na arte, arte contemporânea, atuação institucional e museológica e as inter-relações com as comunidades e populações.

Cartilha Acessibilidade em Museus

Realização: MAC

Horário: 14h

Local: https://www.instagram.com/macdragao/

Participante: Vinícius Scheffer 

A partir da demanda de conteúdo digital criados por museus e espaço cultural em tempos de pandemia, o MAC preparou uma cartilha com formas de acessibilidade para material online.

DIA 24 DE MAIO | DOMINGO

Vídeo O Perigo da História Única

Realização: MAC

Horário: 15h

Local: https://www.instagram.com/macdragao/

Participantes: Ka Moreira e Jennifer Vieira (MAC Dragão)

O vídeo propõe uma discussão sobre a formação de estereótipos dentro da sociedade, usando como base a palestra/livro da autora Chimamanda Adichie em que o tema é abordado, a princípio, de uma perspectiva literária.

Serviço: Museus do Dragão do Mar na 18ª Semana dos Museus – “Museus para a Igualdade: diversidade e inclusão”

Data: de 18 a 24 de maio de 2020

Horário: diversos

Local: Canal do Dragão no YouTube (https://www.youtube.com/dragaodomarcentro) e nas redes sociais dos https://www.instagram.com/museudaculturacearense/ e https://www.instagram.com/macdragao/

Acesse o site www.dragaodomar.org.br

www.youtube.com/dragaodomarcentro

Acompanhe as novidades nas nossas redes sociais:

@dragaodomar

FB/dragaodomar

TT: @dragaodomar_  

Atendimento à imprensa:

Assessoria de Comunicação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Contatos: imprensadragaodomar@gmail.com / (85) 98970.8884