Empresários levam Telemedicina gratuita e doação de medicamentos em Icaraí de Amontada (CE)

O empenho de empresas e empresários durante a pandemia do coronavírus ajudam o Ceará no enfrentamento da doença. E qualquer iniciativa em prol da saúde dos mais fragilizados pela crise é bem vinda pelas comunidades mais carentes.

Solidariedade Sem Fronteiras” é o nome da ação – apoiada pelo empresário cearense Cláudio Nelson, em parceria com outros empreendedores da região –  que está levando remédios e tele-atendimento médico a famílias pobres e pacientes que precisam de assistência neste momento, na cidade de Amontada (CE), precisamente na região de Icaraí de Amontada, ou Icaraizinho (a 160km de Fortaleza).

Foto: Divulgação SSF

Cláudio Nelson (CN) já tem relação de proximidade com a comunidade local por eventos promovidos na região, através da 2Fun Eventos, como o festival Weecaraí (@weecarai). Atento às necessidades daquela comunidade, o empresário participou da campanha que já levantou mais de 300 itens em medicamentos e diversos atendimentos via telemedicina, através dos médicos doadores de consultas no Brasil inteiro.

Além de Cláudio Nelson, a empreitada pela solidariedade conta também com o esforço dos empresários Marcos Galaxe (Marcão) e Marcelo Quinderé, criadores da campanha.

IMPACTOS

A iniciativa impactou, diretamente, na assistência médica de cidadãos da região de Icaraizinho e comunidades vizinhas, é o que afirma Erisvalda Sousa, presidente da ONG Centro Infantil de Cultura e Arte (CICA) Pescando Saberes.

“Com essa ação de solidariedade, que vem dos empresários de Icaraizinho e do Cláudio Nelson, nós estamos conseguindo atender e amenizar com medicamentos, exames e telemedicina muitas pessoas acometidas com sintomas da doença”, avalia Erisvalda.

TELEMEDICINA

De acordo com o médico, Pedro Lins, após entender o que é telemedicina e como funciona, fica até difícil mensurar todas os avanços que esta tecnologia vem trazendo em vários países como Israel, Canadá e EUA. “A telemedicina tornou possível a transmissão e o compartilhamento de informações médicas a quaisquer distâncias, com segurança e melhorias na qualidade do atendimento. Nos dias de hoje, com a telemedicina, podemos assegurar que o paciente receba atendimento médico sem que corra o risco de contaminação da rua ou postos de saúde”, explica o médico.

“Hoje, este recurso está presente nos melhores hospitais, clínicas e até no auxílio a bases humanitárias em regiões inóspitas ou de guerra do mundo inteiro. Uma preciosa ferramenta que pode salvar vidas e, a partir deste momento, vamos defender a aplicação dela sempre que necessária e transformá-la em uma política pública de Estado. Telemedicina não pode ser algo de um futuro distante”, defende Cláudio Nelson.

SERVIÇO

Para profissionais se cadastrarem e doarem uma consulta: http://stgclinica.ddns.net/todoctor/ 

Para mais informações:

cicapescandosaberes@gmail.com e (85) 99986-8872 (ONG Cica)