Escola Sesc de Ensino Médio prorroga inscrições para processo seletivo 2021

A Escola Sesc de Ensino Médio prorrogou até 26 de junho as pré-inscrições do processo seletivo para o ano letivo de 2021, aberto a estudantes de todo país. Estão sendo oferecidas vagas para 1ª série do ensino médio, no regime integral, reservadas para estudantes oriundos do Rio de Janeiro, sede da Instituição, e vagas em regime residencial, oferecidas para candidatos dos outros estados do Brasil.

Todos os jovens selecionados terão bolsa de estudo integral com validade para os três anos do Ensino Médio, com cobertura das despesas relativas à instrução, livros didáticos e alimentação. Para os estudantes do regime residencial, a bolsa também contempla as despesas relativas à hospedagem. A pré-inscrição deve ser realizada no site www.escolasesc.com.br/inscricoes2021. Todo o processo seletivo é gratuito e não há taxa de inscrição.

Para participar, os candidatos devem ter concluído ou estar cursando o 9º ano do Ensino Fundamental e ter nascido entre 1º de janeiro de 2005 e 31 de dezembro de 2007. O edital completo do processo será publicado na página eletrônica da Escola (www.escolasesc.com.br), em data posterior ao período de pré-inscrição. No edital, constarão todos os detalhes do certame, como o número e a distribuição das vagas, as datas para confirmação de inscrição e das demais etapas do processo.

O processo seletivo é composto por prova objetiva, redação e entrevista. Além do desempenho nas provas e na entrevista, a Escola Sesc leva em consideração alguns critérios sociais. As vagas são, preferencialmente, para candidatos que sejam:

– Dependente de trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo;

– Ser estudante regularmente matriculado em Escola da rede de ensino Sesc ou que, ao longo de sua vida, tenha estudado ao menos dois terços do Ensino Fundamental em escola pública ou na condição de bolsista integral (100%) de escola privada;

– Comprove documentalmente renda familiar bruta igual ou inferior a 03 (três) salários mínimos (Nacional).

Os critérios preferenciais não são excludentes e, portanto, o processo de admissão está aberto a todos os interessados.

Após realizar a sua pré-inscrição, o candidato e seus responsáveis deverão ficar atentos à página eletrônica da Escola Sesc de Ensino Médio, onde será publicado o Edital detalhado contendo todas as informações do processo e das próximas fases.

No Ceará 

Desde a inauguração da Escola Sesc de Ensino Médio, em 2008, o Ceará participa do processo seletivo, o que não deixa de ser uma oportunidade para que estudantes de todo o Estado possam ir ao Rio de Janeiro com o objetivo de potencializar ainda mais seus conhecimentos, a partir de um ensino de qualidade, com foco também nos aspectos sociais, culturais e humanísticos. Rodrigo Teixeira, 18 anos, é um exemplo de como a instituição é capaz de transformar vidas e abrir portas para um futuro repleto de possibilidades.

Ex-aluno do Educar Sesc, Rodrigo é da turma de 2017/2019. Atualmente, dedica-se aos estudos para realizar o seu maior sonho, que é ingressar em uma universidade fora do País, levando na bagagem aquilo que aprendeu na Esem, como marketing e empreendedorismo social. “Na Escola, você tem, basicamente, tudo o que você quiser para a sua vida, além do estímulo ao autoconhecimento. Nesses três anos, tive a oportunidade de me conhecer melhor como pessoa, saber os meus valores, trabalhar aquilo que gosto e gostaria de fazer, enfim, aspectos que são essenciais para a realização dessa minha vontade de estudar em outro país”, afirma.   

Rodrigo Teixeira afirma ainda que, dentro dessa perspectiva de autoconhecimento, interessou-se, principalmente no 3º ano, por trabalhos sociais, quando o jovem teve a “honra” de desenvolver e participar de diversos projetos junto aos professores. “São coisas que marcaram muito, como a criação do Núcleo Solidário da Escola, também desenvolvemos trabalhos para ajudar a Cáritas e outras entidades”, pontua.

Thainá Tavares, 17 anos, é outra cearense que vem fazendo bonito na Esem. Ela, que atualmente cursa o 3º ano, destaca, dentre os pontos positivos, o método de ensino da instituição, com professores sempre atentos aos alunos e suas particularidades. “Entrei na Esem com um pensamento sobre o que queria para o futuro, mas lá eu fui apresentada a um mundo novo. Comecei a me interessar por coisas que não gostava antes, fazendo com que a minha escolha para a carreira que irei seguir ficasse muito ampla”, reforça.

Assim como Rodrigo, Thainá também é ex-aluna do Educar Sesc, o que para ela foi fundamental, tanto na aprovação quanto na adaptação a uma nova cidade. “Além de preparar você como estudante, o Educar Sesc te transforma enquanto pessoa, o que me ajudou muito na vida autônoma que precisei ter no Rio de Janeiro”, diz. Seu colega concorda. “O Sesc sempre foi muito importante para mim, principalmente pelo trabalhos sociais, algo que está muito presente na minha vida. E no Educar Sesc era assim: você tinha que estudar, praticar um esporte realizar projetos culturais. Isso proporciona disciplina, o que foi importante para conseguir entrar e completar meus estudos na Esem, finaliza Rodrigo.        

Mais sobre a Escola Sesc de Ensino Médio 

A Escola Sesc de Ensino Médio oferece uma educação de excelência, gratuita e efetivamente integral para uma comunidade de estudantes de todo país. Inaugurada em 2008, atende aproximadamente 500 jovens, possibilitando a oportunidade de convívio com a diversidade cultural brasileira através de espaços de experimentação, pesquisa e produção do conhecimento, além de promoção do desenvolvimento humano.

Instalada em um campus de 131 mil metros quadrados em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, a Instituição conta com uma privilegiada estrutura de ensino, com Espaço Cultural, laboratórios, biblioteca, ateliês de arte, complexo esportivo, restaurante, além das vilas residenciais.

A instituição recebe estudantes por meio de dois modelos: regime residencial, que atende alunos oriundos de todos os estados brasileiros e o regime externo, que recebe adolescentes do Estado do Rio de Janeiro. Os estudantes de ambos regimes formam, juntamente com a equipe de educadores, uma comunidade de aprendizagem cujo objetivo principal é a efetiva transformação de vida desses jovens.

As ações realizadas pela Escola, em sua totalidade, possibilitam uma formação integral desses estudantes, que convivem com diferentes experiências acadêmicas, sociais e culturais. Além disso, estimulam o desenvolvimento da autonomia, a inteligência emocional, o protagonismo juvenil e a responsabilidade social. Assim, todos os envolvidos nesse processo se tornam agentes multiplicadores das aprendizagens pelo desenvolvimento da sociedade como um todo.