Especialista da Mrh dá dicas sobre o que fazer ao ficar desempregado na pandemia

Desligamento durante a pandemia é um dos maiores medos que perpassam a cabeça dos funcionários de qualquer empresa. Entretanto, quando esta realidade se torna inevitável, o que se deve fazer? Valéria Mota, gestora executiva da MRH, uma das maiores empresas especializadas em Gestão de Pessoas do Nordeste, listou algumas dicas muito importantes.

1.   Se informar sobre qual segmento foi menos afetado com a pandemia

Os segmentos mais afetados consequentemente possuem menos vagas em aberto. Já as empresas que prestam serviços essenciais são as que tiveram menos baixas, por isso, é importante ficar atento às vagas em empresas nesta categoria, como supermercados, hospitais, postos de gasolina e farmácias, por exemplo.

2.   Autoavaliação

É preciso o caminho que o profissional deseja trilhar na carreira a partir dali. Ser demitido durante a pandemia não é fácil, mas também não é o fim do mundo. Por isso, saber quais são as pretensões a partir dali é essencial.

 “Quando você tem essa clareza de propósito, você vai fazendo sua trilha de forma mais simples, porque você está empenhado em conseguir aquele objetivo e se qualificar para ele”, afirma Valéria.

3.   LinkedIn

O LinkedIn é uma rede social feita exclusivamente para relações profissionais a fim de compartilhar as vivências no mercado de trabalho e até mesmo a indicação de vagas. Neste momento de pandemia, a plataforma se torna ainda mais importante para criar relacionamento com empresas e colegas de profissão.

“Networking é fundamental em qualquer área. Dessa forma, o profissional pode acionar a lista de contatos e selecionar pessoas chaves, que possam indicar vagas para o perfil dele. Uma das ferramentas para isso é o LinkedIn”, finaliza Valéria.

Sobre a Mrh

A Mrh o maior grupo de gestão de pessoas no Nordeste, sendo a conveniada exclusiva dos MBAs, Cursos e Pós-graduação da Fundação Getúlio Vargas nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.