Especialista esclarece o que é mito e verdade sobre o consumo de água com limão

Na onda da boa saúde, muita gente acaba aderindo a uma série de hábitos, digamos, diferentes. Com o foco no emagrecimento rápido ou para tentar se livrar de uma eventual culpa por ter comido além do que deveria, há quem opte por algumas receitas caseiras. E uma delas bem famosa atualmente é a combinação de água com limão. Realmente, quando combinados, essa mistura ajuda a emagrecer ou “desintoxicar”quando ingerida em jejum? 

De acordo com a nutróloga Dra. Márcia Beretta, é errado afirmar que a combinação é responsável por gastar ou “queimar” calorias. “Não terá resultado algum se você não praticar atividades físicas e não mantiver uma alimentação saudável”, ressalta a especialista.

Existem benefícios ao consumir a misturinha famosa? “O limão é rico em  vitamina C, pode ser um aliado antioxidante. Porém, ele não tem atuação sobre nossa gordura corporal”.  declara a médica.

“O que muitas vezes acontece é que a pessoa que adere a tomar a mistura em jejum cria um ritual todos os dias pela manhã que auxilia na mudança ou manutenção de hábitos saudáveis ao longo do dia”, pontua Dra. Márcia. Então se existe um lado positivo (mesmo que placebo), é uma dica válida certo? Não é bem assim. A médica nutróloga afirma que em excesso, a mistura pode causar danos nos esmaltes dos dentes. Portanto, mito. 

Dicas

Ao acordar, procure praticar algum hábito saudável que te estimule a manter o foco na boa alimentação e no auto-cuidado durante seu dia. A dica da médica é ter alguns minutos para você, vale meditar, caminhar, ler mensagens otimistas, ou até realizar o preparo de seu café da manhã. 

A especialista também ressalta que é indicado que se pratique esse momento de foco e relaxamento logo pela manhã, antes de iniciar as tarefas diárias. 

“ Durante o passar do dia, tendendo a ficar mais cansados e com ânimo para praticar hábitos diferentes dos que já estamos acostumados”, finaliza Dra. Márcia.  

Sobre a médica

A Dra Márcia Beretta é especialista em Nutrologia pela Faculdade de Medicina da USP (São Paulo). Fala sobre obesidade, intolerância alimentar, desnutrição, alimentação da mulher pós-menopausa, alimentação saudável, emagrecimento, suplementação na atividade física, entre outros.