Exposição ”Ameríndios do Brasil” até o dia 6 de outubro na CAIXA Cultural Fortaleza

O fotógrafo mineiro Renato Soares revela a cultura indígena através de seus registros.

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe até o dia 6 de outubro a exposição “Ameríndios do Brasil – Antropologia da Beleza”. São 40 fotografias capturadas pelas lentes do fotógrafo Renato Soares que buscam resgatar o que há de melhor na nossa cultura ancestral. Há 25 anos, Renato registra a diversidade cultural indígena brasileira, percorrendo o país de Norte a Sul a fim de construir um grande acervo etnofotográfico brasileiro, resgatando a história dos povos originários. A realização é da produtora amazonense DABACURI Projetos e Produções.

A exposição “Ameríndios do Brasil – Antropologia da Beleza”, projeto para o qual Renato se dedicou integralmente, traz os registros dos povos habitantes do Rio Xingu, como os Waurá e os Kaiapó, compostos por mais de 5 mil indivíduos em 14 etnias. O objetivo da exposição é revelar, valorizar e provocar reflexões sobre a importância cultural dos primeiros habitantes do país que lutam para manter sua identidade viva e reconhecida.

“Quero mostrar rostos, valorizar culturas, buscar o respeito às identidades, dar visibilidade aos povos originários. Porque quem não é visto corre o risco de ser esquecido”, ressalta Renato Soares.

Para o fotojornalista Juan Esteves, em artigo sobre a Antropologia da Beleza, as fotos do Renato são “imagens que mostram claramente o entendimento mais profundo e importante bem como a singularidade das culturas indígenas brasileiras”. Esse ponto de vista o faz se distanciar da herança cristã imposta pelos europeus, mantendo intacta a vasta cultura genuinamente brasileira, ainda tão desconhecida pela maioria da população.

Sobre Renato Soares

O mineiro Renato Soares iniciou sua carreira na fotografia em 1986, quando começou a viajar para retratar as diferentes formas de expressão cultural dos grupos étnicos brasileiros. Desde a infância, identificou-se com o universo indígena e consolidou essa relação logo nos primeiros contatos com tribos em áreas remotas da Amazônia e através da profunda amizade com o sertanista Orlando Villas Boas.

Nos últimos 25 anos, Renato vem se dedicando ao registro da diversidade cultural indígena brasileira, percorrendo o país de Norte a Sul – às vezes, em períodos de imersão e isolamento – e fotografando mais de 50 etnias.

Sua obra fotográfica já figurou em importantes exposições como “O Último Kuarup” – Masp/ 2006, e na mostra itinerante “A Última Viagem de Orlando Villas Bôas”, que percorreu 12 capitais brasileiras. Seu talento também foi reconhecido em Paris, em uma coletiva no Palais de la Découvert.

“Krahô, os Filhos da Terra”, de 1996, foi seu primeiro livro. E vieram muitos outros, entre eles “Pavilhão da Criatividade” (1999), “Sondagem na Alma do Povo” – Acervo de Arte Popular Brasileira do Museu Edison Carneiro (2005, RJ), em parceria com Maureen Bisilliat; “Mar de Minas” (2008), um retrato dos 34 municípios no entorno do Lago de Furnas; “Universo Amazônico” (2012, SP); e “Minas Além das Gerais” (2012, MG).

Serviço:

Fotografia: “Ameríndios do Brasil – Antropologia da Beleza”

Local: CAIXA Cultural Fortaleza – Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: até o dia06 de outubro de 2019

Horários de visitação: terça a sábado, de 10h às 20h, e domingo, de 12h às 19h

Classificação indicativa: Livre

Entrada franca
Paraciclo disponível no pátio interno

Informações gerais | Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:

(85) 3453-2770

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Fortaleza (CE):

www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA

Acesse o site www.caixacultural.gov.br

Siga a fanpage: facebook.com/CaixaCulturalFortaleza

Baixe o aplicativo “Caixa Cultural”

Atendimento à imprensa:

Divulga Ação – Ana Peyroton: (85) 99944.2005

imprensa@divulgaacao.com