Fornecedores de plantas apostam na venda em supermercados para o Dia das Mães

Comércio de um dos itens mais consumidos nesta data está ameaçado pela pandemia

Como grande parte dos negócios, o setor de floriculturas também tem sofrido os impactos da pandemia do novo coronavírus, e da necessidade do isolamento social. O setor lamenta a queda nas vendas, especialmente neste período, véspera do Dia das Mães, quando a procura por flores e plantas tende a crescer. 

Com lojas e demais espaços de venda fechados, as lojas do Mercadinhos São Luiz têm sido os únicos locais para exposição e comercialização dos produtos de muitos fornecedores do setor, além do delivery.  É o caso de Thomas Reeves, proprietário da OKA Casa de Plantas, que tem procurado manter o otimismo mesmo diante da crise que afeta toda a população, e espera vender entre 50% e 60% do que comercializou ano passado. “Nossa proposta é levar o verde, o contato com a natureza, para dentro das casas das pessoas, especialmente neste momento tão necessário. Uma casa com plantas fica mais bonita e saudável, pois elas ajudam a purificar o ar do ambiente”, diz. 

Francisco Maian e Joyce Maian, proprietários da Floricultura Jardim dos Sonhos, no Eusébio, somaram cinco dias de paralisação total nas vendas. “Depois disso, percebemos que as pessoas voltaram a comprar, e agora estamos esperançosos de que a data do Dia das Mães movimente mais o setor”, afirma Francisco. 

Variedade e benefícios 

Nem só de rosas se faz um Dia das Mães. Nas lojas dos Mercadinhos São Luiz, o setor reservado para as plantas reúne dezenas de opções, como cactos, musgos, fitônias, suculentas, flores como girassóis e alstroemérias, que juntas se transformam em presentes como os tradicionais buquês, uma bolsa com flores, terrários fechados ou mini jardins. 

Os mini jardins, por exemplo, recebem um toque especial em seus jarros, que são pintados com palavras motivacionais, como Gratidão e Amor. “Deu super certo a iniciativa, porque percebemos que as pessoas estavam comprando não apenas pelo micro-paisagismo, mas também pela embalagem bonita, que realça a beleza da planta”, diz Maian. 

Quanto aos benefícios, Joyce Maian, que é paisagista e designer floral, destaca alguns: 

– Ajudam a relaxar. A cor liás/roxa, por exemplo, é tranquilizante e ajuda a diminuir as doses de adrenalina no corpo. 

– São umidificantes naturais. As samambaias, quando transpiram, liberam umidade, deixando o ambiente mais agradável. 

– Inspiram criatividade e boas energias no que há ao redor, principalmente as coloridas, como a begônia. 

– Podem minimizar alergias, absorvendo poeira e mofo. 

– Influenciam o comportamento e melhoram o psicológico, criando a sensação de bem-estar. 

– Tornam o ambiente acolhedor, inclusivo, familiar, deixando intrínseco o desejo de permanecer no espaço.