Maloca Dragão vence prêmio nacional de “Melhor Evento”

Festival cearense foi o mais votado pelo público, concorrendo com outros 19 indicados ao Prêmio Dynamite de Música Independente 2020, com realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.  .        

Na noite da última quarta-feira (14), aconteceu a cerimônia do Prêmio Dynamite de Música Independente 2020, um dos mais importantes e tradicionais prêmios da cena brasileira, criado em 2012, este ano pela primeira vez em edição virtual. O Prêmio Dynamite é um projeto da Associação Cultural Educacional e Social Dynamite (ACESD), sob gestão e produção da Amigos da Arte, com realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. Em cerimônia no Teatro Sérgio Cardoso (SP), transmitida ao vivo por meio da plataforma www.culturaemcasa.org.br, foram anunciados os ganhadores de 19 categorias, entre as quais o festival cearense Maloca Dragão foi eleito, em votação aberta, o “Melhor Evento”. 


     A Maloca Dragão concorreu com outros 19 candidatos de todo o Brasil: Abril Pro Rock (PE), Armageddon Metal Fest (SC), Bananada (GO), Circadélica (SP), Coala (SP), Dosol (RN), Goiânia Noise (GO), Locomotiva (SP), Morrostock (RS), No Ar Coquetel Molotov (PE), Palco do Rock (BA), Porão do Rock (DF), Se Rasgum (PA), Psicodália (SC), Psycho Carnival (PR), SIM – Semana Internacional da Música (SP), Vaca Amarela (GO), Vento (SP) e Ultrasonidos (RJ).

      Também foram anunciados os melhores trabalhos lançados em música independente entre 2018 e 2019 e apoiadores da cena. Além de “Melhor Evento”, cerca de 400 projetos foram indicados nas categorias “Melhor lançamento de rock”, “Melhor lançamento de indie rock”, “Melhor lançamento punk / hardcore”, “Melhor lançamento de heavy metal”, “Melhor lançamento de rap / hip hop / black music”, “Melhor lançamento pop”, “Melhor lançamento de música electrónica”, “Melhor lançamento de mpb”, Melhor lançamento de reggae, “Melhor lançamento de música instrumental”, “Revelação”, “Melhor Selo”, “Melhor casa de shows alternativos”, “Melhor revista, fanzine, site, blog ou coluna”, “Melhor programa de TV ou emissora”, “Melhor programa de rádio ou emissora”, “Melhor produtora, coletivo ou entidade” e “Personalidade”.   

     Bandas, artistas, eventos e organizações culturais cearenses somaram 14 indicações. No total, foram computados quase 5.000 votos. Além da Maloca Dragão, também foram contemplados o músico Daniel Peixoto, com “Melhor lançamento de música eletrônica”, por “Mastigando Humanos Remixes”, e como “Revelação” Getúlio Abelha, nascido em Teresina, no Piauí, mas radicado no Ceará desde 2012.  

       Para Paulo Linhares, presidente do Instituto Dragão do Mar e idealizador do Maloca Dragão, a indicação já foi uma grande surpresa positiva, tendo em vista que o festival é relativamente novo, entre os indicados, então vencer a categoria, e ainda pelo voto popular, superou todas as expectativas. “A premiação é um indicativo importante de que temos realizado um trabalho referência no Brasil e que temos cumprido um papel importante no engrandecimento do cena independente do Ceará, já que o Prêmio de Dynamite é um dos principais mapeadores e catalizadores da música independente brasileira”, afirma o gestor. 

     Além dos vencedores, concorreram também os cearenses Selvagens à Procura de Lei (Melhor lançamento de rock por “Paraíso Portátil”), Old Books Room (Melhor lançamento de indie rock por “Songs About Days”), Facada (Melhor lançamento punk / hardcore por “Quebrante”), Damn Youth (Melhor lançamento de heavy metal por “Breathing Insanity”), Lilt (Melhor lançamento de música instrumental por “Solis”),  Mateus Fazeno Rock  (Revelação), Nego Gallo (Melhor lançamento de rap / hip hop / black music com “Veterano”), Outragalera (Melhor lançamento de reggae com “Dub da Tapioca”), Daniel Groove (Melhor lançamento de MPB por “Levante”), Casa de Vovó Dedé (Melhor produtora, coletivo ou entidade), Salão das Ilusões (Melhor casa de shows alternativos) e Brasil Novos Sons, programa da Rádio Universitária FM da Universidade Federal do Ceará (Melhor Programa de Rádio ou Emissora).

     De acordo com Natasha Faria, superintendente do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o destacado desempenho do Ceará nas indicações do Prêmio revela o que a Maloca Dragão já reconhece e festeja a cada edição: a qualidade e o potencial da produção musical local.  

Maloca Dragão

     Realização do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e do Instituto Dragão do Mar, o Maloca Dragão soma 5 edições e é o maior festival de artes do Ceará. Criado em 2014, em comemoração ao aniversário do Centro Dragão de Arte e Cultura, no dia 28 de abril, é também uma forma de celebrar a efervescência e a pluralidade da produção cearense. Inspirado na ‘maroka’, palavra de origem tupi que designa a casa coletiva dos índios, cabana comunitária, Maloca é uma reafirmação do festival como espaço público e democrático, lugar de encontro de todas as tribos. A cada edição, a Maloca apresenta, gratuitamente, centenas de atrações, entre shows, espetáculos cênicos de teatro, dança, circo, arte urbana, cultura popular, além de exposições, feiras de gastronomia, design e moda, lançamentos literários e sessões de cinema, debates e rodadas de negócios entre artistas e players.

Serviço: Maloca Dragão é eleito “Melhor Evento” no Prêmio Dynamite de Música Independente
Cerimônia realizada no dia 14 de outubro de 2020, no Teatro Sérgio Cardoso, com transmissão on-line na plataforma www.culturaemcasa.org.br
Assista à cerimônia: https://www.youtube.com/watch?v=jYP3NUaaTf4&ab_channel=CulturaEmCasa
Mais informações sobre o Prêmio Dynamite de Música Independente: Portal Dynamite (http://dynamite.com.br)