Marcel Girão defende cadeia para maus- tratos aos animais

Anos de luta por aqueles que não podem falar por si. Muitos zombavam de todos que dedicam a vida a defender os animais. Porém, assim como muitos avanços na história da humanidade, como aconteceu com as mulheres e os negros, agora os animais também passam a conquistar seus direitos.


Centena de milhares de brasileiros, há muitos anos, vinham se manifestando por mudanças na lei de crimes ambientais, 9.605/98 que dispõe sobre a pena para quem maltrata animais. Após muitos anos de crueldade estampada na TV e nas redes sociais, sem quase nenhuma punição dos culpados,

finalmente a câmara e o senado federal aprovam o PL1095 que tem como objetivo aumentar a penalidade, que antes era de 03 meses a 1 ano de detenção e passa a ser reclusão de 2 a 5 anos e proibição de guarda quando praticado ato de abuso, maus-tratos ou mutilação contra cães e gatos.

Essa mudança na lei, que agora aguarda a sanção do presidente da república, como última etapa para ser efetivada, representa um amadurecimento da nossa população em relação ao direito a vida, independente da espécie, o que faz de nós, humanos com mais compaixão.