“Maria Luiza”, documentário sobre a primeira militar trans, estreia no Canal Brasil

Vencedor do Humano Film Festival, o documentário “Maria Luiza” (2019), de Marcelo Diaz, estreia quinta-feira, 04/02, às 19h10, no Canal Brasil. O filme conta a história da primeira mulher transexual da Força Aérea Brasileira (FAB), da descoberta da identidade de gênero ao reconhecimento do nome social em documentos pessoais. E vai ao ar no Canal Brasil logo após o dia 29 de janeiro, data em que se celebra a Visibilidade Trans.

Após 22 anos de serviços prestados à FAB, Maria Luiza foi aposentada com metade do salário. Ela foi considerada incapaz ao assumir sua transexualidade, em 1998. O preconceito enfrentado pela cabo foi retratado nas páginas do jornal Correio Braziliense na época e, após dois anos de pesquisa, adaptada à linguagem cinematográfica pelo diretor Marcelo Diaz. O filme investiga os motivos pelos quais Maria Luiza foi impedida de continuar a exercer sua atividade militar como mecânica de aviação e realizar seu sonho: vestir a farda feminina.
 

“Maria Luiza” (2019) esteve presente no Festival de Brasília e na Mostra Vozes, além de ter passado por festivais na Colômbia, Argentina, Holanda e Estados Unidos. Em 2020, o documentário levou o prêmio de Melhor Filme no Humano Film Festival, realizado no México. No mesmo ano, a justiça reconheceu que a aposentadoria por invalidez de Maria Luiza havia sido discriminatória.
 

Maria Luiza (2019) (79’)

Inédito e Exclusivo

Classificação: 10 anos

Direção: Marcelo Diaz

Horários: quinta, dia 04/02, às 19h10; segunda, dia 08/02, às 13h40; e terça, dia 16/02, às 11h40.