Município do Litoral Leste vai realizar “Corrida da Rapadura”

RunPadura espera reunir mais de 250 atletas em percursos de 3km, 5km e 10km no feriado da Proclamação da República

O município de Pindoretama, localizado na Região Metropolitana de Fortaleza, vai sediar a RunPadura. A prova será disputada na próxima sexta-feira (15 de novembro), com largada programada para às 06h, na Av. Vale Albino (Engenho São José – Pratiús I), próximo ao ginásio de Pratiús I (caminho da praia da Caponga). A expectativa é reunir mais de 250 participantes para a 1ª edição da corrida que terá percursos de 3km (caminhada), 5km e 10km nas categorias paratletas, corredores locais, visitantes e uma novidade: professores, além de trajetos mais curtos para crianças. 

A cidade é conhecida nacionalmente pela produção de rapadura em uma expressiva quantidade de casas de engenho à beira da CE-040. Uma atividade turística que atrai milhares de pessoas interessadas em conhecer o processo. Nesse cenário, surgiu a ideia de criar uma corrida que valorizasse o principal produto da região, além de estimular a prática esportiva entre os moradores. 

De acordo com o organizador Eryck Dieb, o objetivo é inserir o evento no calendário esportivo da cidade, que já realiza anualmente a Corrida de São José, no mês de março. “Percebemos uma grande adesão da população a uma vida mais saudável, através da corrida. A cidade hoje conta com grupos que prestam assessoria para atletas e iniciantes. Nossa intenção é que a RunPadura faça parte do calendário esportivo do Litoral Leste, atraindo esportistas de outros estados”, destaca.
Os atletas inscritos receberão um kit com bag, blusa, número de peito, chip e diversos brindes. Após a prova, serão entregues medalhas aos participantes e haverá distribuição de rapaduras e outros doces feitos à base de cana de açúcar. Os ganhadores em cada categoria serão premiados com troféus e brindes. 

Solidariedade e sustentabilidade, cada atleta ao retirar seu kit doará 2kg de alimentos não perecíveis. Os ítens irão compor cestas básicas que serão entregues à famílias carentes da cidade. Cada criança que participar da prova receberá uma muda de planta, que serão utilizadas para o reflorestamento de áreas desmatadas.