Orquestra Contemporânea Brasileira realiza apresentações nos dias 22 e 25 de agosto

A orquestra tem patrocínio da EDP, por meio do Instituto EDP

A Orquestra Contemporânea Brasileira (OCB) realiza concerto no Cineteatro São Luiz, no próximo domingo (25), às 10h30, como parte da programação da residência artística de 2019. Desta vez, a atração convidada é o trombonista paraibano Gilvando Pereira, conhecido como Azeitona. As apresentações têm atraído o público ao criar um repertório que une composições eruditas e populares.

Na primeira parte do espetáculo, a orquestra tocará músicas de grandes compositores como Corelli e Mozart. Um dos pontos altos será a participação do violinista Nadilson Gama, que irá interpretar o Concerto para Violino e Lá Menor, de J.S. Bach. Nadilson é professor de violino e integrou por muitos anos a Orquestra do Teatro Municipal de São Paulo. No segundo momento, o público poderá apreciar os arranjos de composições de Sivuca, Waldir de Azevedo e maestro Duda, com a participação de Azeitona.

Gilvando Pereira, o Azeitona, é um dos maiores trombonistas do país, com foco na música popular brasileira. Já se apresentou com bandas e orquestras no Brasil e também nos Estados Unidos, na Europa e América do Sul. Integra os grupos Brazilian Trombone Ensemble, Quarteto de Trombones da Paraíba e Sexteto Potiguar. No campo da educação musical, tem atuado como professor de trombone em festivais por todo o Brasil e no curso Técnico e de Bacharelado em Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Concerto didático

Na próxima quinta-feira (22), a Orquestra Contemporânea Brasileira dará continuidade aos concertos didáticos, que se caracterizam pela aproximação com um público formado principalmente por estudantes. Eles têm a oportunidade de conhecer o funcionamento de uma orquestra, o papel do regente e a sonoridade dos instrumentos. O evento será às 9 horas, também no Cineteatro São Luiz. Em cada apresentação uma escola convidada leva os alunos para apreciar o evento.

Os concertos didáticos fazem parte de uma estratégia de educação e profissionalização de jovens de vários municípios do Ceará. A Orquestra tem um núcleo de formação musical em Fortaleza e núcleos em Pindoretama e São Gonçalo do Amarante, que tem o apoio da EDP.

A Orquestra

Fruto de uma ação cultural do Sistema Brasileiro de Bandas e Orquestras (Sinfonia.br), em parceria com a Associação dos Amigos da Arte (AAMARTE), a Orquestra Contemporânea Brasileira tem se destacado também pela contribuição com a formação de novos profissionais, através de três núcleos de formação musical em Fortaleza, Pindoretama e São Gonçalo do Amarante. A Empresa de Energia Elétrica (EDP) é a patrocinadora oficial da orquestra, apoiando especialmente o projeto de São Gonçalo, onde são atendidas cerca de 160 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social no Ceará.

O maestro Arley França, diretor artístico da Orquestra, é doutor em Educação, mestre e licenciado em Música, além de fundador da Orquestra de Sopros de Pindoretama. Criou mais de mais de 40 bandas e orquestras infanto-juvenis no Ceará e dirigiu concertos na Alemanha e Noruega. Orientou-se em regência em cursos realizados na Inglaterra, Itália e Estados Unidos e integra o projeto Orquestrando o Brasil, do maestro João Carlos Martins.

Sobre EDP e IEDP

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui 6 unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, adquiriu participação na CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 12 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Desde que foi fundado em 2008, o Instituto EDP investiu mais de R$ 100 milhões em projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de três milhões de pessoas, em cerca de 400 programas espalhados por todo o País. Somente em 2018, iniciativas apoiadas pela organização favoreceram 80 mil moradores das comunidades do entorno das áreas de atuação da Companhia. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde. 

Serviço:

Concerto da Orquestra Contemporânea Brasileira

Data: 25 de agosto

Local: Cineteatro São Luiz

Horário: 10h30

Valor do ingresso: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia)

Concerto didático

Data: 22 de agosto

Local: Cineteatro São Luiz

Horário: 9h

Gratuito

Realização: Sinfonia BR e AAMARTE

Apoio cultural: Cineteatro São Luiz e Instituto EDP

Patrocínio: EDP