Projeto Prosseguir contabiliza 50 aprovações em instituições de Ensino Superior em primeira chamada do Sisu

Morador do bairro Bom Jardim, Gabriel Victor de Paiva Falcão nasceu com paralisia cerebral do tipo diplégica espástica, quando sua mãe estava na 31ª semana de gestação, e passou seus primeiros 40 dias de vida em uma UTI hospitalar. Mesmo com a rotina marcada por tratamentos e visitas a unidades de saúde, Gabriel nunca deixou de estudar para, segundo ele, se tornar um “pensador da sociedade” e professor. Agora, o jovem de 18 anos comemora sua aprovação no curso de Filosofia da Universidade Federal do Ceará. Ele é um dos 50 estudantes cearenses que participaram do Projeto Prosseguir em 2019 e conseguirão realizar o sonho de cursar uma faculdade.

Entre os 50 aprovados, 22 cursarão em instituições de ensino superior públicas e 28 em universidades particulares. O resultado final das aprovações será confirmado após a conclusão do processo do Sisu. O Projeto Prosseguir é uma iniciativa do Instituto Nordeste Cidadania (Inec) que visa preparar jovens e adultos de comunidades urbanas e rurais provenientes de escolas públicas e de família com baixa renda para ingressar em instituições de ensino superior. Muitos deles veem essa conquista como uma possibilidade de um futuro com melhores oportunidades no mercado de trabalho.

O Prosseguir, que teve início em 2003, já contabiliza 861 jovens aprovados, 113 turmas realizadas e 3.878 participantes. Em 2019, o projeto atuou nos municípios de Fortaleza, Itapiúna, Milagres, Caucaia, Solonópole, Palhano, Jaguaretama e Meruoca e beneficiou cerca de 240 jovens e adultos, que participaram de 13 atividades comunitárias e 15 eventos ou encontros de orientação profissional. As aulas acontecem às segundas, quartas e sextas, das 19h às 22h, de março a outubro. Além das aulas, o Prosseguir oferece grupos de estudos dirigidos durante a semana e aos sábados. Como contrapartida, os alunos realizam atividades sociais em suas comunidades. Integra também as atividades do Prosseguir do Inec, acompanhamento psicopedagógico, onde todos os participantes elaboram um “projeto de vida”, utilizando uma metodologia que contempla análise individual de potencialidades e planejamento de ações para alcance de objetivos.

O projeto reforça a missão do Inec de contribuir para a inclusão e para o desenvolvimento sociocultural e econômico das pessoas, potencializando a força coletiva, promovendo a cidadania e o respeito à vida. “Essas pessoas, em grande parte, ao concluir o Ensino Médio, ficam sem alternativa de continuar seus estudos. Com o projeto, passam a ter uma nova oportunidade, seja por meio da preparação para o Enem e/ou vestibulares seja para prestação de concursos públicos”, conta o diretor presidente do Instituto Nordeste Cidadania, Stélio Gama. Os interessados podem saber mais sobre o curso no site do Inec (www inec.org.br) ou pelo telefone 3209.9237.

Sobre o INEC

O Instituto Nordeste Cidadania (Inec) surgiu em 1993 como Comitê de Ação da Cidadania para realizar ações emergenciais, como doações de cestas básicas, roupas e brinquedos para pessoas em situação de vulnerabilidade. Em 1996, a iniciativa constituiu-se como Organização Não-Governamental (ONG) e, em 2003, foi qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). O Inec tem como missão promover a cidadania por meio de programas socioambientais e de microfinanças com o objetivo de fomentar o desenvolvimento sustentável. Para atingir este objetivo, a instituição é parceira do Banco do Nordeste na operacionalização dos programas Crediamigo e Agroamigo, além de desenvolver os programas socioambientais Inec Juventude, Inec Cultura, Inec Território e Inec Tecnologia.