SOPAI – Hospital Infantil Filantrópico comemora um ano da ala Maria de Lourdes Moreira Leite Lima

A Unidade trata e acolhe crianças e jovens de 0 a 17 anos com condição crônica complexa (CCC) e indicação para cuidados paliativos.

(Foto: Júlio César / Divulgação)

A Ala Maria de Lourdes Moreira Leite – Unidade de Tratamento Especial (UTE) – do SOPAI, único hospital infantil filantrópico de Fortaleza, comemorou nesta quinta-feira (19), o primeiro ano desde a abertura da Unidade. Uma pequena celebração reuniu equipe e acompanhantes para cantar os parabéns, que foram acompanhados ao som de um acordeon.

Com a primeira admissão em 19 de novembro de 2019, a ala possui 20 leitos de enfermaria para pacientes com condição crônica complexa (CCC), com idade entre 0 e 17 anos. Esses jovens e crianças são dependentes ou não de ventilação mecânica, mas todos com indicação de cuidados paliativos pediátricos.

E o que significa estar em cuidado paliativo? Não significa sempre que a morte está próxima, significa que a cura não é possível. Mas mesmo sem a cura de algumas doenças, existem muitas possibilidades de cuidado. Paliar é cobrir com um manto de proteção os pacientes e suas famílias.

SOBRE O SOPAI

O SOPAI – hospital infantil filantrópico presta serviços à comunidade carente de Fortaleza e outros municípios há 61 anos. Aberta 24 horas, todos os dias da semana, a Unidade realiza, por mês, cerca de 15 mil consultas e 1.500 internações de crianças e jovens de 0 a 17 anos, sendo 93% dos atendimentos destinados ao SUS (Sistema Único de Saúde). Além disso, promove anualmente mutirão de cirurgias de pequeno e médio porte chegando a cerca de 1.600 procedimentos cirúrgicos. 

Dos serviços especiais, destaca-se o tratamento infantil de dependência química e transtorno mental, no qual é referência no Brasil porque, além de tratar, acolhe as crianças, os jovens e seus acompanhantes. Já a ala Maria de Lourdes Moreira Leite possui 20 leitos de enfermaria destinados a pacientes com condição crônica complexa (CCC), dependentes ou não de ventilação mecânica, mas todos com indicação para cuidados paliativos pediátricos. Crianças com sífilis e com Covid-19 também têm terapia especializada.

Com aproximadamente 400 leitos, o SOPAI é o maior hospital de pediatria clínica do Brasil, segundo dados do CNES/SUS, e o único hospital infantil filantrópico de Fortaleza e RMF.