Abrasel no Ceará premia vencedores do Festival Bar em Bar em sua confraternização de fim de ano

A Diretoria da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Ceará (Abrasel) realizou ontem (11), no Pirata Bar, sua tradicional confraternização de fim de ano, para entrega de premiações e balanço de 2019 com seus associados, parceiros e imprensa. A festa contou com algumas homenagens, tendo como ponto alto a divulgação dos vencedores do Festival Bar em Bar: Pakato Grill conquistou o primeiro lugar, com o prato “Arriégua do Pakato”; o Blue Door Pub ficou com o segundo lugar, inscrevendo o “Vegan Sandwich”; e o Sr. Petisco na terceira posição, com o “Lampião” como petisco da edição.

Na categoria “Chef”, a Abrasel premiou os chefs que também tiveram destaque no Bar em Bar 2019. Na ordem: Chef Carlos Henrique, com o “Cordel no varal”, segundo lugar para a chef Fabiana Rosa, com o “Trio Nordestino”, e terceiro o Chef Barão, com o “Pão de Iracema”.

A diretoria da Abrasel elegeu ainda, como “Empresário do Ano”, Crica Bezerra de Menezes, pelos serviços prestados ao setor de alimentação fora do lar, na gestão do Grupo Geppos, que completou 30 anos em 2019, e como conselheiro consultivo da associação. O troféu de “Personalidade do Ano”, sempre oferecido a um agente público, foi entregue ao vereador Benigno Júnior.

O presidente da Abrasel no Ceará, Rodolphe Trindade, e o diretor executivo, Taiene Righetto, fizeram ainda uma retrospectiva do ano, destacando os vencedores locais do concurso O Quilo é Nosso: Camarão Grill, Verdelima e Malu Self Service; e o grande vencedor nacional da competição, o cearense Verdelima.

“Celebramos o fim de mais um ano cheio de desafios para o setor de bares e restaurantes, mas também marcado por muitas conquistas, que nos trouxeram boas experiências e nos fazem encerrar o ciclo mais fortalecidos. Graças ao trabalho de todos os associados da Abrasel, o Ceará está no topo do Brasil, como gastronomia de ponta e exemplo de luta pelo desenvolvimento do setor de alimentação fora do lar”, afirmou Rodolphe Trindade.