Luamarte une elementos da música pop com toques originalmente nordestinos e lança “POUCO”

Canção traduz a fase profissionalmente madura do duo pernambucano, reforçando a identidade musical de Joyce e Afonso Santti

Joyce (22 anos) e Afonso Santti (23 anos) acabam de lançar o segundo single do Luamarte neste ano, “Pouco”. A canção simboliza o momento musical do duo, uma das promessas da música brasileira dentro de um movimento inovador e de marcante identidade cultural. Assinada por Joyce e com produção musical de Jeff Pinas, o single já está disponível em todas as plataformas digitais.

“Pouco” é um convite para a reflexão sobre problemáticas infelizmente rotineiramente vivenciadas entre casais, trazendo uma leitura racionalizada e de embate a cerca da reciprocidade necessária em relações amorosas, relacionamentos tóxicos e a busca pela paz a dois. “Pouco surgiu a partir da minha inquietude diante da reflexão sobre relacionamentos abusivos. A letra traz à tona o desejo da liberdade emocional em relacionamentos afetivos, tendo o despertar para a consciência da felicidade como tema central”, pontua Joyce.

A letra e a melodia se entrelaçam em uma perfeita harmonia, resultando em uma canção leve aos ouvidos e com uma intensidade de tom peculiar. “Quando Joyce trouxe a letra logo entendemos que a música precisava ser marcante, que seria o momento de expressarmos nosso amadurecimento musical. Então, fomos nos encontrando nos sentimentos de “Pouco”, encaixando nossas referências, mesclando o embalo da música pop com a força dos instrumentos nordestinos, como a zabumba, o triângulo e sanfona. Jeff também teve um papel muito importante nesse processo. Ele conseguiu entender muito bem o trabalho do Luamarte e nos ajudou a desenvolver as potencialidades da identidade sonora do duo, destacando ainda mais as influências presentes em nossa raiz ao mesmo tempo em que utilizamos recursos de arranjos modernos”, ressalta Afonso Santti.

O single conta também com videoclipe produzido e dirigido por Gus Arruda Lins e estrelado pela bailarina Ana Arruda Lins. No clipe, a retratação da dualidade encarada por quem vive um relacionamento tóxico, diante do conflito entre a impessoalidade – perda da identidade – com a necessidade da liberdade emocional. https://www.youtube.com/watch?v=PjarmIgOjv4

FICHA TÉCNICA – POUCO (Luamarte):

Produção Musical: Jeff Pinas

Guitarras: Jeff Pinas

Beat Eletrônico: Jeff Pinas

Contrabaixo: Alex Mesquita

Teclado e programação: Raphael Ota

Sanfona: Fernando Sanfa

Composição: Joyce

Interpretação: Luamarte: Joyce/Afonso Santti

Selo/Gravadora: Moringa Fresca

Edição de Áudio: Eduardo Bigilini

Mixagem: Adelcio Custódio

Masterização: Alessandro Kabral

Ilustração/CAPA: Fernando Cabral

Assessoria de Imprensa: AP Comunicação Estratégica

LUAMARTE:

@luamarteduo

https://www.youtube.com/luamarte