Rosemberg Cariry retorna à ficção com “Notícias do Fim do Mundo”

11º longa-metragem do cineasta cearense estreia no 29º Cine Ceará, em setembro

Imerso nos questionamentos sobre as diversidades culturais, hibridismos e trânsitos identitários, na chamada sociedade da violência e do espetáculo, o escritor e cineasta Rosemberg Cariry traz para o seu novo longa-metragem, “Notícias do Fim do Mundo”, uma experiência concebida a partir da leitura de alguns pensadores latino-americanos sobre o sentido conceitual do transbarroco, que o leva a explorar as sinuosidades e os contrastes dos símbolos e da violência em um país periférico e dependente. O argumento nasceu de um conto, escrito pelo próprio diretor em 1996, que ganhou novas camadas partir do olhar atencioso às mudanças que afetaram o mundo nos últimos anos. A primeira exibição acontecerá na programação do 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, no dia 1º de setembro (domingo), a partir das 19h, no Cineteatro São Luiz.

A trama se passa na cidade de Kibuna, onde vive Alexandre Taylor (papel de Everaldo Pontes), um ator que, no final da vida, decide ganhar o seu sustento dando cursos nas favelas das periferias e é um dos organizadores de um grupo de folguedo popular. Quando surge o convite para se apresentar no palácio do governador, o ator enxerga nesse gesto uma das últimas chances de fazer uma ousada e perigosa performance pública. Durante a apresentação, o grupo resolve sequestrar um embaixador (papel de João Paulo Soares), dando início a uma perseguição policial descontrolada do governo e à transformação de Alexandre Taylor em Mestre Jacaúna.

“Notícias do Fim do Mundo” também aborda a construção e o consumo desenfreados de imagens, de fake news, das manipulações políticas e de consciências, das construções identitárias, das fronteiras móveis, do papel polêmico dos veículos de comunicação e das redes sociais em um mundo globalizado, além de explorar as contradições de seus personagens. “Com a maturação de quase dez anos do seu fazer, refletindo sobre uma época que cria realidades sociais em transe, repletas de mudanças radicais e de distopias, o filme é uma alegoria trágica dos tempos que vivemos, o que permite uma reflexão sobre o ritmo estonteante e acelerado dos acontecimentos do mundo. Os reflexos dos acontecimentos reais foram incluídos gradativamente no processo criativo do filme. Dei o filme por terminado quando a realidade me apareceu mais absurda do que a ficção”, afirma Cariry.

SINOPSE OFICIAL

O ator Alexandre Taylor (Everaldo Pontes) trabalha coordenando um grupo de dança dramática popular, na periferia da capital Kibuna. O grupo é convidado pelo governador para fazer uma apresentação em uma festa oferecida ao embaixador (João Paulo Soares) de um país rico. Alexandre Taylor enxerga no convite o momento propício para o último e grandioso ato da sua vida, com consequências inesperadas, ao assumir o nome de Mestre Jacaúna.  

FICHA TÉCNICA

Título: Notícias do Fim do Mundo

Direção, roteiro e montagem: Rosemberg Cariry

Formato: Longa-metragem – Ficção – Colorido – Digital

Duração: 70 minutos. 

País: Brasil

Som: Dolby Digital

Elenco: Everaldo Pontes, João Paulo Soares e Majô de Castro

Produção executiva: Bárbara Cariry

Trilha sonora: João Victor Barroso

Direção de fotografia: Petrus Cariry

Direção de arte: Sérgio Silveira

Figurino:  Lana Patrícia Benigno

Som direto: Yures Viana

Mixagem e edição de som: Erico Paiva (Sapão)

Direção de produção: Teta Maia

Produtora: Cariri Filmes

SOBRE ROSEMBERG CARIRY

Rosemberg Cariry é escritor e cineasta, com 12 filmes de longas-metragens e vários seriados e programas realizados para TV. Teve mostras retrospectivas nacionais e internacionais da sua obra. Tem vários livros de ensaios, contos e poemas publicados. Teve reconhecida atuação em entidades representativas de cineastas, no Brasil e no exterior. Filósofo de formação e doutorando na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto – Portugal, onde desenvolve estudo sobre festa e a utopia. Além de preparar o lançamento de “Notícias do Fim do Mundo”, Cariry está finalizando o longa-metragem “Os Escravos de Jó”, a ser lançado em 2020.

FILMOGRAFIA (LONGAS-METRAGENS)


Os Escravos de Jó – ficção, em finalização (2020); Notícias do Fim do Mundo –  ficção (2019); Os Pobres Diabos – ficção (2013); Cego Aderaldo – O Cantador e o Mito – documentário (2012);  Siri-Ará – ficção (2008); Patativa do Assaré, Ave Poesia –  documentário (2007); Cine Tapuia – ficção (2006); Lua Cambará – Nas Escadarias do Palácio – ficção (2002); Juazeiro – A Nova Jerusalém –  documentário (1999); Corisco e Dadá – ficção (1996); A Saga do Guerreiro Alumioso –  ficção (1993); O Caldeirão do Santa Cruz do Deserto – documentário (1986).