Shopping Parangaba e Propaganda do Bem lançam campanha de prevenção ao suicídio

Em alusão ao Setembro Amarelo o Shopping Parangaba, em parceria com o projeto Propaganda do Bem, lança uma campanha abordando o tema depressão com ênfase na prevenção do suicídio. A campanha terá duração de 20 dias, e será veiculada em diversos canais de divulgação. As mídias tradicionais terão papel importante na divulgação do projeto, assim como as novas possibilidades geradas pela internet, com ênfase na plataforma digital Instagram (@shoppingparangaba e @propagandadobem).

Ajudar a transformar vidas é o principal objetivo do projeto e para Felipe Bahiana, gerente de marketing do Shopping Parangaba, atitudes como esta são de extrema importância. “A valorização da vida e projetos que nos fazem pensar no outro de maneira cuidadosa e fraterna, sempre serão abraçados pelo Shopping. Ainda estamos vivendo um momento delicado e muito novo, muitas das consequências psicológicas na população que viveu essa pandemia ainda estão por vir. Nossa ideia é ajudar quem já sofria com a depressão e também quem adquiriu a doença recentemente. Segundo Tavinho, idealizador da campanha, “Se uma pessoa for ajudada, já estaremos cumprindo o nosso papel social”.

Em paralelo, acontecerá a ação “Conversa Solidária”, onde profissionais vão estar disponíveis para conversar com pessoas que sofrem com a depressão. O atendimento vai acontecer no Instagram do Propaganda do Bem (@propagandadobem) do horário de  08:00 da manhã até 01:00 da madrugada durante todo o período da campanha.

Depressão
Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS Brasil, a depressão é um transtorno comum em todo o mundo. Estima-se que mais de 300 milhões de pessoas são acometidas por esse transtorno. A depressão pode se tornar uma crítica condição à saúde, causando um dano a pessoa afetada, como disfunções no trabalho, na escola e nas demais relações. Nos casos mais preocupantes a depressão pode levar ao suicídio. Cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio a cada ano – sendo essa a segunda principal causa de morte entre pessoas com idade entre 15 e 29 anos. Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS até 2050, metade da população mundial estará adoecida.