Profissionais da linha de frente do combate à Covid-19 do Hospital Unimed começam a ser vacinados nesta quinta-feira (21)

Na tarde desta quinta-feira, 21 de janeiro, foi dado início à vacinação dos colaboradores do Hospital Unimed. “Neste momento, serão vacinados apenas os profissionais da emergência, das unidades abertas (enfermaria e quartos) e das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) destinadas ao atendimento de pacientes Covid”, esclarece o presidente da Unimed Fortaleza, Dr. Elias Leite.

Inicialmente foi realizada a aplicação das primeiras 200 doses, mas o Hospital Unimed continua no aguardo de mais doses para imunizar os demais profissionais que atuam nas alas Covid do hospital (unidades abertas, UTI e emergência), incluindo todos os profissionais que atuam nesses setores, como auxiliares de serviços gerais, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, etc. “A gente entende que todos que trabalham no Hospital estão em risco, mas, inicialmente, a SESA e a SMS estão priorizando aqueles que estão em maior risco”, afirma a diretora geral do Hospital Unimed, Dra. Fernanda Colares.

A primeira dose foi aplicada na médica infectologista, Dra. Rita de Cássia Fausto, que atendeu o primeiro paciente com Covid-19 que chegou ao hospital no dia 19 de março. A médica, que trabalha há 10 anos no Hospital Unimed, atua no setor de cuidados paliativos da unidade de saúde. “Para mim é um presente ser a primeira colaboradora a ser vacinada no hospital. O sentimento é de orgulho da empresa, que realmente tem muito cuidado com todos os funcionários, e também de esperança de que dias melhores estão por vir e que vamos vencer esse vírus”, comemora Dra. Rita.

A imunização dos colaboradores é um marco muito importante para o Hospital Unimed que, desde o início da pandemia, tem se destacado nos esforços voltados para o enfrentamento da Covid-19. Ao longo dos últimos dez meses, muitas iniciativas foram realizadas pela diretoria da unidade e pela gestão da Unimed Fortaleza e, em nenhum momento, o hospital fechou as portas e deixou de receber pacientes em busca de tratamento da doença. Para isso, foram realizadas diversas adaptações na estrutura, bem como a construção de um hospital de campanha, para aumentar a quantidade de leitos na unidade, além de reforço nas contratações para conseguir atender a demanda de atendimento.

“É um momento muito emocionante, em que nós vemos que estamos fazendo história e que estamos conseguindo cumprir a nossa missão de cuidar com excelência da saúde das pessoas, pois estamos podendo cuidar dos nossos colaboradores que estão começando a receber essa proteção. É uma satisfação muito grande estar vivenciando esse momento!”, comemora Dra. Fernanda Colares.